13 de agosto de 2010 às 09h40m
Propaganda irregular é apreendida no Cariri

Cavaletes, placas e carros foram recolhidos pela PF e Cartório Eleitoral


O Cartório da 28ª Zona Eleitoral, com apoio da Polícia Federal em Juazeiro do Norte, realizou a apreensão de sete carros, placas e dezenas de cavaletes de campanha, que estavam sendo utilizados em desrespeito aos limites estabelecidos por lei. Assessores de políticos e funcionários já haviam sido alertados, mas continuavam trabalhando próximos a hospitais e escolas, com som e material publicitário.

Cavaletes e jingles de vários partidos e candidatos estavam descumprindo a lei. Além da perturbação pública, o material prejudicava o tráfego de veículos e a circulação de pedestres. As apreeensões da Polícia Federal e do Cartório Eleitoral aconteceram durante a manhã de quinta-feira (12). O tipo de mídia só é permitido das 8 às 22 horas e distante pelo menos 200 metros de hospitais e escolas.

Entre os políticos com material irregular estão os candidatos: Marcos Cals e Manoel Salviano, do PSDB; Arnon Bezerra, do PTB; Camilo Santana e José Nobre Guimarães, do PT; Vasques Landim, do PR; Ana Paula Cruz, do PRB, entre outros não identificados pela reportagem. No início da campanha, o juiz eleitoral Mauro Lima realizou uma reunião com políticos e assessores, repassando as determinações a serem cumpridas. Os carros de som, as placas e os cavaletes apreendidos estão no pátio do cartório, localizado no centro da cidade.

Propaganda irregular


Segundo a chefe do cartório, Patrícia Viana, essa foi a primeira grande ação do órgão na região. “Essas são propagandas irregulares e não criminosas. Determinamos o prazo para que os candidatos se ajustassem, como isso não aconteceu, a gente apreendeu o material”, justifica. Ela afirmou ainda que na última terça-feira (10), o juiz eleitoral Mauro Lima Feitosa já havia advertido todos os presidentes de partidos para a legislação. Ele esclareceu que em caso de descumprimento da lei, o material seria recolhido.

O Cartório Eleitoral precisou requisitar a ajuda de um caminhão do Corpo de Bombeiros para fazer o transporte da grande quantidade de cavaletes e placas, e da Polícia Federal para dar suporte aos técnicos. Nesta sexta-feira (13), o cartório fará nova reunião com os líderes de partidos políticos para advertir sobre a legislação eleitoral e tentar promover um acordo que evite o abuso das propaganda. (Amaury Alencat, especial para O Estado)


Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001