06 de dezembro de 2009
Pegue a estrada tranquilo

Não esqueça de checar o seu carro antes de viajar nas férias. Para a revisão do veículo, há a necessidade de observar os principais pontos de segurança

 

No sistema de freios, verificar possíveis vazamentos de fluido e completar o reservatório (Foto: Alcides Freire)

Roteiro traçado. Comprados mapas, bússola, impressos especializados e até um GPS. Agora é controlar a ansiedade um pouco mais e aguardar as férias de fim de ano. Escolhida a data, arrumadas e fechadas as malas ou mochilas, reservas prontas em hotéis, ou barracas para acampar. Pode também sair seguindo o horizonte e um sonho, ou um convite para conhecer a casa nova de um amigo.

Agora, é colocar o carro na estrada e viajar, certo? Talvez sim, talvez não. Pode ser que não seguindo regras de segurança, e umas tantas outras, o roteiro, involuntariamente, venha a ter que ser mudado; e lembrar, para sempre, férias que nunca gostaria de ter tirado um dia.

Os primeiros cuidados começam com os que ficam para trás. Segurança com a casa e o que fazer com animais de estimação, pois sempre são os mais complicados. Documentos pessoais e da família, incluindo os das crianças. Telefones para contato, como o do seu corretor de seguros e seguradora são muito importantes e lembrar-se de programar os pagamentos do mês.

Fora bagagens e roteiros, levar alimento para crianças, garrafa térmica com água, que deverá ser o único líquido a ser ingerido durante a viagem. Uma boa seleção de músicas, de preferência aquelas que você pode cantar. Esqueça os clássicos, eles ficam chatos e tornam-se ótimos soníferos em viagens. Alimentos leves e uma parada a cada duas horas.

Para a revisão do veículo, temos de observar os principais pontos de segurança, esses são fundamentais. No sistema de freios, verificar possíveis vazamentos de fluido e completar o reservatório. Desgaste das pastilhas e discos de freio, observando a necessidade de substituição de todo o conjunto, mais a regulagem do freio de mão.

Suspensão: testar amortecedores, terminais de direção borrachas e pivôs. Os pneus. Observar as marcas entre os sulcos ou profundidade não inferior a 1,6mm na banda de rodagem, é o limite de segurança para uso, pois, em viagens longas, principalmente de férias, costumamos levar mais carga. Atenção também para nova calibragem, verificar o estepe, estado e pressão. Balancear rodas e alinhar a direção resulta numa boa condução.

Vamos abrir o capô do carro e ``entrar``. O nível do óleo e a quilometragem próxima ao vencimento, melhor trocar logo, sempre junto com o filtro. Esta de trocar de óleo sem o filtro, esqueça. O filtro retém todas as impurezas do motor, inclusive metais pesados. Filtro de ar ajuda a economizar combustível, pois o carro passa a ``respirar`` mais aliviado junto com o do combustível.

E o líquido de arrefecimento, reservatório e radiador. Abrir o reservatório pela manhã, com motor desligado e frio, verificar o nível e a presença de impurezas em suspensão no líquido. Estes sim, por falta de manutenção e de um bom aditivo poderá causar danos a bomba d-água até um super aquecimento no motor e aumentar a distância entre seu destino e pessoas.

Checar as correias. A maioria dos carros possui três correias. A dentada, que movimenta o vira-brequim, que acaba sendo uma das mais importantes, pois, a quebra na maioria das vezes causa sérios danos ao motor, essa deverá ser trocada seguindo a risca o manual de instruções. Também a do compressor do ar-condicionado, alternador, bomba d-água e direção hidráulica.

Por fim, checar o sistema de iluminação. Uma pessoa atrás do carro ajudará a verificar sinaleiras, lanternas de freio e luz de ré. Faróis altos e baixos. Bom passar em uma loja especializada, comprar lâmpadas de reserva e fusíveis, ajuda a ficar longe de multas e problemas. Para todos estes itens evite improvisos, eles são vitais para segurança de todos.

Tudo certo? O dinheiro é suficiente? Pois é bom não repassar parte dele ao governo por meio das multas, ele não está interessado nesta arrecadação. Não precisa beber durante a viagem, a festa ainda não começou. Não precisa correr as contas sempre chegam. Não batemos ponto, não temos chefe, não medimos o tempo. Não contamos as horas, contamos e fazemos boas histórias. Deixemos marcas e falemos de amor. E se não for conquistado, nem conquistar, é preciso voltar. E as contas... elas sempre chegam.


Fonte: O Povo

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001