28 de junho de 2009 às 10h35m
Comissários voam alto na carreira

Passar feriados e datas especiais longe de casa, estar disposto e com um sorriso largo para atender passageiros são algumas das atribuições de quem decide ser comissário de vôo. Carreira que encanta apaixonados pela aviação

Viver de malas prontas, estar hoje no Nordeste e amanhã no Sul do país ou transitar por aeroportos do mundo, sempre com passe livre. Essa é a rotina dos comissários de vôo, carreira cheia de glamour, que exige muita dedicação e empenho.

Mas a dificuldade de ingressar nesta área e o quanto a mesma exige não são aspectos que diminuem o encanto dos candidatos pela área. Segundo dados mais recentes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), há pelo menos 17 mil licenças para pilotos no Brasil. Desse total, mais de 5 mil são para pilotos de linha aérea (aviação regular). Já o número de comissários habilitados ultrapassa 27 mil. São pessoas que passam por experiências das mais variadas e que devem estar dispostas a encarar riscos.

A cearense Jamylle Mota, 28, dedicou cinco anos de sua vida à carreira de comissária de vôo. Hoje, empenhada em seu próprio negócio, ela cita alguns pontos que devem ser lembrados. ´O aspirante deve estudar, avaliar com responsabilidade as questões da profissão. Pensar que vai trabalhar pressurizado acima de 13 mil pés, encontrar passageiros exigentes, que querem beber acima do permitido, excursões de crianças para Disney, fazendo alagazarra, grupos de jovens com pandeiros e aparelhos sonoros´, explica a jovem. ´Conheço muitas pessoas que caíram na profissão de pára-quedas e se arrependeram´.

Estando ciente desses pontos, é só investir no sonho de comissário e voar alto. A presidente do Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), Graziella Baggio, explica que ´as empresas, se estiverem habilitadas, podem dar o curso de formação; mas a grande maioria, por questão de economia, busca admitir profissionais experientes ou que já possuem o curso inicial, aplicado pelas atuais escolas de formação de comissários´. Ainda de acordo com a presidente, ´os cursos preparatórios variam, mas devem cumprir um currículo de matérias e horas previsto no regulamento da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Portanto, existem cursos de 3 a 6 meses de duração´, garante. Nas aulas, os candidatos têm contato com disciplinas que vão desde conhecimentos básicos de primeiros socorros à sobrevivência na selva ou no mar.

Jornada de trabalho

Os aeronautas são regidos por uma regulamentação própria (lei 7183), mas para quem possui interesse, uma tripulação simples (vôos nacionais e internacionais de curta distância) pode voar até 10h30 por dia, por seis dias seguidos, segundo o SNA. ´As folgas mensais são de, no mínimo, oito dias no mês, sendo que dois, obrigatoriamente, devem ser em final de semana - sexta-feira, sábado ou domingo´, explica Baggio.

Já o piso salarial da categoria é previsto na convenção coletiva de trabalho. Atualmente, é de aproximadamente R$ 1.280,00 para 54 horas de vôos mensais, além do adicional pago às horas noturnas e horas voadas de domingo e feriado. Numa média salarial aproximada, um comissário em início de carreira pode ganhar de R$ 1.500,00 a R$ 1.700,00, por mês.

Mudanças na profissão

Com o passar dos anos, a carreira de comissário foi ficando mais complexa. Esse contexto acabou refletindo-se na titulação, que deixou de ser comissário de bordo para comissário de vôo. ´É o auxiliar do comandante, encarregado do cumprimento das normas relativas à segurança e atendimento dos passageiros a bordo e da guarda de bagagens, documentos, valores e malas postais que lhe tenham sido confiados pelo comandante. O comissário é um agente de segurança´, ressalta a presidente do SNA.

Os requisitos para entrar no ramo também foram aumentando com o decorrer dos anos. ´Atualmente, as empresas exigem candidatos que demonstrem empenho no trato com o público, boa aparência, altura mínima 1m60, idioma -inglês, francês ou espanhol - e idade até 24-26 anos´, garante Graziella Baggio. ´Dinamismo é fundamental, simpático e ter bom astral´, lembra Jamylle.

20 horas é a duração da jornada de um integrante de tripulação em revezamento
1.500 reais é o salário médio inicial para os comissários que entram na carreira

CURSO DE COMISSÁRIO

Algumas das disciplinas das escolas de aviação:
Marketing pessoal, etiqueta e comportamento
O Sistema de Aviação Civil e regulamentação da Aviação Civil
Regulamentação da profissão de aeronauta
Segurança de vôo e conhecimentos gerais de aeronaves
Navegação aérea e meteorologia
Aspectos fisiológicos da atividade de comissário
Primeiros socorros na Aviação Civil e emergências a bordo da aeronave
Sobrevivência na selva, combate ao fogo e marinharia

Fonte: Diario on line

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001