24 de junho de 2009 às 18h30m
Sob pressão popular, Câmara Municipal aprova área de proteção no Cocó

Pelo placar de 27 votos a favor e quatro contra - com cinco abstenções, o projeto de lei é de autoria do vereador João Alfredo (PSol) e transforma o entorno do rio Cocó em Área de Relevante Interesse Ecológico

A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou, nesta tarde de quarta-feira, pelo placar de 27 votos e quatro contra - com cinco abstenções, o projeto de lei de autoria do vereador João Alfredo (PSol) que transforma o entorno do rio Cocó em Área de Relevante Interesse Ecológico.

A matéria, bem polêmica, chegou a ter dificuldades na Comissão do Meio Ambiente, com parecer atrasado, mas, a partir da pressão de ambientalistas e até abaixo-assinado, acabou tendo prioridade na pauta. Com isso, a área do Cocó situada entre a avenida Padre Antônio Tomás e a avenida Sebastião de Abreu, está livre da especulação imobiliária e de novas devastações.

O vereador João Alfredo qualificou como “vitória da sociedade civil organizada” essa aprovação. Já o secretário municipal do Meio Ambiente e Controle Urbano, Deodato Ramalho, está enviando parabéns à Câmara Municipal pela medida.
“Nós da Semam vamos cuidar agora de fiscalizar essa área”, prometeu o secretário Deodato Ramalho, que, inclusive, assinou o abaixo-assinado em favor do Cocó.

QUEM VOTOU CONTRA

Carlos Mesquita (PMDB)
Magali Marques (PMDB)
Paulo Gomes (PMDB)
Marcos Teixeira (PMDB)

ABSTENÇÕES

Casemiro Neto (DEM)
Marcelo Mendes (PTC)
Vitor Valim (PHS)
Doutor Ciro (PTC)
Gerson Ferraz (PRB)
Fonte: Blog do Eliomar

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001