09 de junho de 2009 às 08h53m
Prefeitura de Fortaleza divulga pesquisa que aponta avanços dos beneficiados pelo PAC

A primeira fase da pesquisa foi realizada em maio de 2005, com 838 beneficiados pelo PAC em Fortaleza.

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), divulgou na última quarta-feira (3) os resultados da pesquisa de monitoramento de políticas públicas realizada com os beneficiados pelo Programa Agência Cidadã de Crédito (PAC). Um dos grandes avanços verificados na pesquisa foi o número de empreendedores participantes do programa que usam a residência como local para comercialização do produto, que reduziu mais de 6.000%.

Assim como outros programas, o PAC passou pela pesquisa de monitoramento executada pela área de Estudos e Pesquisas, com o objetivo de definir o perfil dos microempreendedores a partir de variáveis como escolaridade, idade, renda, atividade econômica, entre outras, acompanhando a trajetória e observando os retrocessos ou avanços deles e de seus empreendimentos.

A primeira fase da pesquisa foi realizada em maio de 2005, com 838 beneficiados pelo PAC em Fortaleza. Em abril de 2006, procedeu-se à segunda fase da pesquisa que contou com a participação de 510 beneficiados, já consultados no primeiro momento do processo. Através da pesquisa, foi possível conhecer a atual situação dos profissionais e observar as mudanças, em função da participação no Programa. Dessa forma, além de ampliar o acesso ao microcrédito, a SDE acompanha e monitora os resultados do projeto.

Segundo Inácio Bessa, assessor técnico da SDE, a finalidade das pesquisas de monitoramento é mensurar os impactos socioeconômicos dos projetos, resultando num planejamento eficiente das ações, para obter resultados satisfatórios na aplicação dos recursos das políticas públicas.

Os resultados constatados nesta pesquisa encontram-se ainda em fase de análise, com previsão de conclusão para o final do mês de junho. Porém, já há dados analisados pela SDE, como por exemplo, elementos que mostram que a renda per capita da família dos beneficiados evoluiu 4,31%, passando da parcela de 72,13% do salário mínimo para 75,24%.

 

Saiba mais – O Programa Agência Cidadã de Crédito (PAC) é um projeto da Prefeitura de Fortaleza, desenvolvido pela SDE, que tem o objetivo de impulsionar o desenvolvimento de microempreendedores de baixa renda do setor informal da economia e que não possuem acesso ao setor bancário formal, para criar negócios ou fortalecer suas atividades produtivas. O parceiro financeiro da SDE para execução do PAC é o Banco do Nordeste do Brasil (BNB).

Até o mês de abril de 2009, foram liberados para o PAC quase R$ 12 milhões, beneficiando mais de 16 mil microempreendedores. E só no mês de abril, mês em que registrou o maior volume desde maio de 2005, foram emprestados mais de R$ 1 milhão para cerca de mil beneficiados.

A inadimplência dos beneficiados no programa gira em torno apenas de 0,5%.

 

Outros resultados da pesquisa de monitoramento do PAC

 

- A participação dos beneficiados no Ensino Fundamental declina 2,54%. Porém, a participação do nível médio e superior evoluiu, respectivamente, 9,68% e 18,06%.

- A empregabilidade no negócio, medida pela divisão entre o número de pessoas ocupadas e o total de beneficiados, teve uma evolução de 7,69%.

- O valor do empréstimo destinado à manutenção ou ampliação do negócio teve um crescimento de 356,47%.

- Os valores financiados evoluíram, em média, 86,54%. O aporte de recurso mais freqüente cresceu 21,16%. Em 50% das solicitações de recursos, o crescimento máximo ascendeu 56,19%.

- A parcela do financiamento destinada ao capital de giro e investimento cresceu 120,07%.

- O número de empreendimentos, que tem controle contábil, registrou um aumento de 45,10%.

- Em média, a renda familiar dos beneficiados não se alterou no período do monitoramento. Por outro lado, o rendimento mais freqüente cresceu 44,89%. Já o rendimento máximo de 50% das famílias, evoluiu 11,21%.

 

    

Mais informações com a assessora de comunicação da SDE, Natália Teixeira, através dos telefones 3218-3725/ 8814-0812.



Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001