18 de abril de 2009 às 08h10m
Uso correto do cartão de respostas evita perda de pontos nas provas de concursos

Confira dicas para não errar ao preencher o cartão de respostas. Cartão é o comprovante do desempenho do candidato no exame.

Especialistas e organizadoras recomendam a candidatos em concursos públicos atenção redobrada com o cartão de respostas, no qual são assinaladas as alternativas e que é o comprovante do desempenho deles no exame.

Os candidatos perdem pontos se marcarem mais de uma resposta para a mesma questão ou se entregarem o cartão com rasuras.

Além disso, o cartão não deve ser amassado nem molhado. E, como a ficha já vem com o nome do candidato para evitar fraudes, as organizadoras não trocam os cartões em caso de erros do candidato.

Cuidados com o cartão de respostas
O candidato não deve preencher o cartão de respostas ao mesmo tempo em que assinala a alternativa nas questões porque, na hipótese de mudar de idéia sobre as respostas no decorrer do exame, não poderá  rasurar o cartão.
O concorrente deve reservar 40 minutos para o preenchimento da ficha de resposta, já que a maior parte das organizadoras não aceita um “x” nos espaços reservados às respostas. Como os cartões passam por leitura ótica, esses espaços têm de ser totalmente preenchidos.
O candidato deve ficar atento à cor da caneta a ser usada para o preenchimento do cartão.
O concorrente deve verificar se os seus dados estão corretos no documento.
Fonte: Carlos Alberto De Lucca, coordenador geral do curso preparatório Siga Concursos

Conferência das respostas

Como o cartão de respostas deve ser devolvido pelos candidatos ao final da prova, os procedimentos adotados para que eles possam conferir as alternativas assinaladas com os gabaritos variam de acordo com as organizadoras dos concursos.

Além disso, os candidatos devem ficar até quase o fim do exame para poder levar o caderno de provas para a casa.

Caso os concorrentes queiram ter acesso aos cartões de respostas posteriormente, devem encaminhar solicitação para as organizadoras.

Geralmente eles são liberados somente após a divulgação dos gabaritos. 

Confira abaixo os procedimentos de quatro das principais organizadoras do país. 

Cesgranrio

A Fundação Cesgranrio permite que os candidatos anotem as respostas nos cartões de confirmação de inscrição levados no dia da prova.

De acordo com a organizadora, por razões de segurança, geralmente, os cadernos de provas devem ser devolvidos, pois a fundação disponibiliza os exames na íntegra no site junto com os gabaritos.

Em alguns casos, para poder levar as provas, os candidatos devem permanecem na sala até faltar menos de 30 minutos para o término do exame. 

Universa

A Fundação Universa permite que o candidato saia com o caderno de provas faltando 30 minutos para o término do horário final. Ele pode conferir o gabarito com as respostas marcadas na prova. 

Vunesp

A Fundação Vunesp informa que quando a prova não é liberada para ser levada para casa, o candidato pode transcrever as alternativas na capa do caderno, em folha destacável, para poder conferir o gabarito.

Consulplan

A Consulplan Consultoria informa que geralmente o candidato pode copiar seu gabarito no comprovante de inscrição que ele deve levar no dia do exame ou aguardar o momento previsto para que possa deixar a sala com a prova - geralmente são duas horas após o início do exame.

A organizadora informa que passará a distribuir aos candidatos material específico para que eles possam copiar o gabarito, já que muitos não levam o comprovante de inscrição e não podem aguardar até o horário de liberação do caderno de questões.

 


Fonte: globo.com

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001