25 de fevereiro de 2009 às 14h02m
Banco Central e ministérios vão abrir 2.763 novas vagas

O Banco Central terá 20 vagas para procurador. Serão oferecidas 450 vagas ao Ministério da Justiça. Para o Ministério da Integração haverá 293 oportunidades. O maior número está no Ministério da Fazenda: duas mil

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) autorizou a realização de concurso para preencher um total de 2.763 vagas nos Ministérios da Justiça, Fazenda, Integração Nacional e no Banco Central.

Justiça e Integração

Serão oferecidas 450 vagas para o Ministério da Justiça. Já para o Ministério da Integração Nacional haverá 293 oportunidades. Os concursos visam substituir empregados terceirizados.

O prazo para a publicação dos editais é de seis meses.

No Ministério da Justiça, para o nível médio, haverá oportunidades ao cargo de agente administrativo (50).

Já para o nível superior as vagas serão para analista técnico- administrativo (300); administrador (34); bibliotecário (12); economista (10); engenheiro (9); médico (8); arquivista (7); técnico em comunicação social (5); arquiteto (3); contador (3); assistente social (2); psicólogo (2); sociólogo (2); enfermeiro (1); estatístico (1); odontologo (1).

No Ministério da Integração, as vagas serão para o cargo de assistente técnico- administrativo, sendo 166 para nível médio e 127 de nível superior.

Fazenda

O Ministério da Fazenda também foi autorizado a realizar concurso. Serão oferecidas 2 mil vagas ao cargo de assistente técnico - administrativo, com exigência de nível médio. Os vencimentos serão de R$ 2.590,42.

O prazo para publicação do edital é de seis meses, contando a partir da data da publicação da portaria. Os aprovados deverão ser convocados ainda este ano.

O Ministério da Fazenda é o órgão que na estrutura administrativa da República Federativa do Brasil cuida basicamente da formulação e execução da política econômica.

Banco Central

Já o Banco Central do Brasil recebeu autorização do Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão (MPOG) para realizar concurso para 20 vagas. As oportunidades oferecidas serão para o cargo de procurador.

Para concorrer é necessário nível superior completo em Direito. O salário é de R$ 14 mil. O prazo para publicação do edital é de seis meses.

Além das vagas autorizadas, o Banco Central solicitou ao Ministério mais 350 analistas, com exigência de nível superior, e 150 técnicos com nível médio. Os vencimentos serão de R$ 11 mil analista e R$ 4,5 mil, respectivamente.

Segundo a assessoria de imprensa do órgão, não há previsão de quando ocorrerão as próximas etapas do concurso. As oportunidades deverão ser principalmente para o Rio de Janeiro, uma vez que há carência de pessoal na unidade.

Além disso, outras cidades, onde há representação do Banco Central, poderão ser contempladas como Fortaleza e outras capitais nordestinas.
Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001