12 de novembro de 2008
INSS publica Edital com 900 vagas para assistentes sociais

Mobilização da Frente Parlamentar de Assistência Social evita colapso no atendimento a pessoas deficientes incapacitadas. Concessão do Benefício da Prestação Continuada (BPC-LOAS) seria prejudicado pelo déficit no quadro de profissionais em todo o País
 
    O Instituto Nacional de Seguro Social acaba de publicar o edital que prevê a contratação de 900 novos analistas de seguro social. O concurso público será regido pela Fundação de Apoio à Pesquisa, Ensino e Assistência à Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro e ao Hospital Universitário Gaffrée e Guinle (Funrio).
 
    A medida é resultado da mobilização empreendida pela Frente Parlamentar de Assistência Social, que desde o ano passado, em Brasília, luta pela realização do concurso.  O presidente da Frente, deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE), alerta que a insuficiência do quadro é nítida para o necessário desempenho das atividades nas 100 Gerências Executivas e 1.217 Agências da Previdência Social. O quantitativo geral de assistentes sociais do INNS é de 548 profissionais, mas 278 atuam nos setores de reabilitação profissional, recursos humanos ou exercem cargos comissionados
 
    O déficit atual no quadro de assistentes sociais do INSS iria provocar, o colapso no atendimento às pessoas com deficiência Beneficiárias da Prestação Continuada de Assistência Social (BPC). O problema se impõe pela nova legislação que exige agora além do laudo médico, uma avaliação social dos incapacitados. Hoje, são quase 1,4 milhão desses benefícios em manutenção e mais 422 mil requeridos somente durante o ano passado. Todos devem ser avaliados por assistentes sociais,
 
    A implementação do BPC, conforme a lei, será possível apenas com a autorização para concurso que foi cancelado pelo Governo Federal em dezembro de 2007. O objetivo seria a admissão urgente de 1.600 profissionais. Estudos do próprio governo avalizam a medida em notas técnicas do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e INSS, além de parecer favorável da Secretaria de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento.
 
    Raimundo Gomes de Matos requereu audiências públicas durante o primeiro semestre deste ano, para debater, em Brasília e várias capitais, a necessidade de se reestruturar o Serviço Social do INSS. Representantes do Conselho Federal de Serviço Social, Secretaria Executiva do Ministério do Planejamento, Secretaria Nacional de Assistência Social e Presidência do INSS, foram convocados.
 
SAIBA MAIS:
 
·          Para participar da seleção, além de serem brasileiros e possuírem mais de 18 anos, os concursandos devem ter formação de nível superior em Serviço Social. A remuneração prevista é de R$ 3.586,26 e a jornada de trabalho é de 40 horas por semana. As informações estão disponíveis no Diário Oficial da União, na página 90 da terceira seção.
 
·          As vagas são reservadas aos Estados do Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo, Tocantins e também para o Distrito Federal.
 
·          As inscrições poderão ser feitas das 10h do dia 10 de novembro às 23h59 do dia 10 de dezembro, pelo site www.funrio.org.br. Os candidatos que não tiverem acesso à Internet também podem se cadastrar nas agências dos Correios indicadas no edital de abertura. O prazo para este caso é diferente: tem início no dia 14 de novembro e fim no dia 3 de dezembro. A taxa de participação é de R$ 50.
 
MAIS INFORMAÇÕES:
 
Assessoria de Imprensa do Gabinete do Deputado Federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE)
Jornalista Wilton Bezerra Júnior – (85) 8898-7623 / 3261-9713
E-mail: wiltonbezerrajunior@hotmail.com

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001