01 de setembro de 2008
Empresários cearenses vão a Dubai

Missão organizada pela FIEC, Sinduscon e Coopercon inclui visita a Xangai  
 
 
    Uma comitiva de empresários cearenses vai prospectar o mercado asiático em busca de novas oportunidades comerciais. Marcada para novembro, a missão irá a Dubai, nos Emirados Árabes, e a Xangai, na China, locais onde ocorrem importantes feiras do setor da construção civil.
 
    A iniciativa é da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), por meio do Centro Internacional de Negócios (CIN), Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Ceará (Sinduscon) e Cooperativa da Construção Civil do Ceará (Coopercon). Além da construção civil, a missão é destinada aos setores de cerâmica, química, vidros, metais, granitos, a profissionais das áreas de ar-condicionado e arquitetos.    
 
    No principado de Dubai, a comitiva participará, de 23 a 26 de novembro, da Big 5, maior feira profissional para o setor da construção civil no golfo árabe. O evento reúne mais de 2.500 companhias de 52 países, envolvendo sete subsetores: Edifício e Construção, Banheiros e Cerâmica, Ar-Condicionado e Refrigeração, Limpeza e Manutenção, Vidro e Metal, Tecnologia de Água e Meio Ambiente e Mármore e Pedra. Os integrantes da missão também conhecerão grandes empreendimentos locais, como a Dubailand (orçada em US$ 5,7 bilhões) e o novo aeroporto do principado (orçado em US$ 12,2 bilhões).
 
    Altamente importador, o setor da construção civil é um dos reflexos da promissora realidade dos países árabes. Além da crescente renda proporcionada pelo petróleo, outros fatores contribuem para o desenvolvimento e crescimento do setor na região: pesados investimentos dos governos em infra-estrutura, crescimento do turismo e a abertura da economia para investimentos externos, dentre outros. Os Emirados Árabes concentram 41% dos projetos de construção regionais, avaliados em US$ 623 bilhões. Dubai se destaca pelo grande número de empreendimentos imobiliários, comerciais, de infra-estrutura, de lazer e turismo.
 
    Em Xangai, na China, os cearenses participam da feira Bauma 2008. Realizado a cada dois anos, o evento deve reunir mais de 80.000 visitantes nesta edição, atraídos pelas novidades em maquinário, matérias, veículos e equipamentos para construção civil. Ainda na cidade chinesa, está programada visita técnica à HHW, uma das maiores corporações da China. A empresa produz 138 tipos de produtos em seis setores industriais, como gruas, bombas de concreto e cortadores de aço, dentre outros.  
    
    Na China, os gastos do setor da construção civil chegam a US$ 375 bilhões de dólares anuais. O setor é estimulado pelo acelerado processo de urbanização pelo qual passa o país, que hoje possui cerca de 40 cidades com mais de um milhão de habitantes.
 
Serviço
Missão a Dubai com extensão à China
Período: novembro de 2008
Informações ao público: 3466-5421 (CIN)
Informações à imprensa: 3466-5435/3466-5436.

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001