26 de outubro de 2008
Trabalho do BC é ininterrupto para proteger economia, reitera Meirelles

O trabalho do Banco Central é ininterrupto para manter a economia brasileira funcionando sem sofrer “efeitos exagerados“ da crise financeira internacional. A afirmação foi feita pelo presidente da autoridade monetária, Henrique Meirelles, depois de ter votado em uma escola do município goiano, a 130 quilômetros de Brasília.
 
Segundo ele as ações do BC estão sendo tomadas a tempo e a hora e quase sempre têm função preventiva.
 
“Muitas vezes não são facilmente entendíveis no momento, mas com o passar do tempo podem ou não se revelar necessárias”.
 
Meirelles e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, foram criticados por parlamentares da oposição no Congresso, por não terem anunciado que o governo preparava a Medida Provisória 443, que autorizou o Banco do Brasil e a Caixa comprar empresas financeiras em dificuldades, editada no momento em que participavam de audiência pública para falar sobre a crise.
 
Sobre essas críticas Meirelles disse que não é função do BC participar desse diálogo politico entre o Executivo e o Legislativo, uma vez que existe um ministro encarregado dessa articulação.
 
“E nós estamos totalmente dispostos para prestar todo o esclarecimento necessários sobre qualquer medida”.
 
Meirelles afirmou ainda que “valeu a pena” a acumulação de reservas cambiais e depósitos compulsórios, que hoje estão sendo usados para reduzir os efeitos da crise no Brasil.
 
Por: Kelly Oliveira da Agência Brasil
 

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001