19 de setembro de 2008
Banco do Nordeste recebe prêmio internacional de excelência em microfinanças

Inovação e vigor institucional foram critérios de avaliação considerados na premiação do Crediamigo,
que já atendeu mais de 880 mil clientes desde sua criação
 
    O programa de microcrédito produtivo e orientado do Banco do Nordeste, o Crediamigo, foi contemplado com o Prêmio de Excelência em Microfinanças – Categoria Instituição Regulada, a ser concedido oficialmente ao presidente do BNB, Roberto Smith, no próximo dia 8 de outubro, em Assunção, capital do Paraguai. Outorgado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) durante o Fórum Interamericano da Microempresa, a premiação objetiva reconhecer as instituições que estejam em constante processo de melhoria de produtos financeiros destinados a microempresários e outros clientes de baixa renda. A premiação será entregue pelo presidente do Paraguai, Fernando Lugo, e pelo presidente do BID, Luis Alberto Moreno.
 
    Para o presidente Roberto Smith, a conquista reafirma o destaque internacional de que gozam as ações de microfinanças desenvolvidas pelo BNB. “Acho que esse prêmio é o coroamento de um trabalho sério, bem direcionado, produtivo e de enorme efeito social, realizado por um conjunto muito grande de pessoas. Elas fazem parte do esforço contínuo em atender uma clientela extremamente importante dentro desse quadro de inclusão econômica”, disse.
 
    O superintendente de Microfinanças, Stélio Gama Lyra Júnior, disse que a premiação ressalta o Banco do Nordeste como referência no setor de microcrédito para os demais países latino-americanos e caribenhos. “Isso só demonstra a forma acertada como vimos tratando a questão das microfinanças no Brasil. Hoje nossa experiência na área não deixa nada a desejar. Em termos de capacidade, escala e tamanho, estamos entre os melhores da América Latina”, assegurou.
 
    Cerca de 100 instituições financeiras concorreram para a edição de 2008 do Prêmio. A seleção ficou a cargo de um comitê composto por especialistas em microfinanças do BID, do Banco Mundial, da Agência Estadunidense de Desenvolvimento Internacional (Usaid) e do Grupo Consultivo de Assistência aos Mais Pobres (CGAP). Com base em indicadores relacionados aos desempenhos das organizações e entrevistas com seus representantes, o comitê selecionou cinco finalistas.
 
    Como critérios de elegibilidade, foram exigidos os seguintes requisitos: possuir pelo menos três anos de experiência e provimento de serviços para microempresas, estar localizada em um país beneficiário do BID (dentro da América Latina ou Caribe), e dispor de uma carteira na qual pelo menos 30% dos clientes sejam microempresários.
 
Critérios de avaliação
 
    O vigor institucional foi um dos critérios pelos quais os candidatos ao Prêmio de Excelência em Microfinanças foram avaliados. Isto porque, no entendimento do comitê de seleção, apenas instituições viáveis têm a capacidade de alcançar escala e diversificação de produtos de microfinanças ao longo prazo. Em vista disso, os jurados elaboraram diagnóstico baseado nos indicadores de desempenho, com destaque para fatores como lucratividade, eficiência, escala e penetração de mercado.
 
    Outro critério estudado no processo seletivo foram o poder de inovação e o exercício do financiamento responsável. Nesse ponto, analisou-se a capacidade de se criar mecanismos novos e eficientes para oferecer seus produtos, bem como o compromisso de proporcionar serviços e, ao mesmo tempo, manter padrões aceitáveis de proteção ao consumidor e transparência institucional. “Demonstramos que o BNB age com total transparência no atendimento de seus clientes, fornecendo todas as informações sobre a taxa de juros praticada nas operações de microcrédito”, informou Stélio Gama.
 
    Com relação ao quesito inovação, o superintendente destacou novos produtos do Crediamigo, como o Crediamigo Comunidade, o Seguro Vida Crediamigo e a promoção de cursos de orientação empresarial, educação financeira e ambiental para os clientes do programa. “Outra inovação é que, dentro do Crediamigo Comunidade, cada cliente dispõe agora de uma conta poupança”, ressaltou.
 
Fórum Interamericano
 
    Promovido pelo BID desde 1998, o Fórum Interamericano da Microempresa oferece aos microempresários participantes a oportunidade de estabelecer redes de contatos, conhecer os principais líderes e representantes do setor de microfinanças, promover suas instituições ou ainda fechar negócios com clientes durante o evento. Realizado este ano em Assunção, Paraguai, o Fórum discutirá temas como tecnologia, crédito rural, moradia e microsseguros.  
 
    Além do Crediamigo, também serão premiadas durante o fórum a ONG colombiana Fundación Mundial de la Mujer de Popayán (Prêmio de Excelência em Microfinanças – Categoria Instituição Não-Regulada) e a agência de apoio às microempresas chilenas Servicio de Cooperación Técnica – Sercotec (Prêmio de Excelência em Serviços de Desenvolvimento Empresarial).
 
O Programa
 
    O Crediamigo é o maior programa de microcrédito produtivo e orientado da América do Sul. Criado em 1998, já atendeu mais de 880 mil clientes, realizou cerca de 4,6 milhões de empréstimos e liberou mais de R$ 4,1 bilhões na economia do Nordeste, Norte de Minas Gerais e Espírito Santo, além de Belo Horizonte e Brasília. No final do mês de agosto, a carteira ativa do Programa chegou a R$ 277,4 milhões, distribuídos em mais de 352 mil clientes ativos e inadimplência de 1%.
 

BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S/A
Ambiente de Comunicação Social
(85) 3299-3149
 
Participe do Prêmio BNB de Jornalismo em Desenvolvimento Regional – Edição 2008. R$ 126 mil em prêmios para profissionais e estudantes. Matérias publicadas até 31.12.2008; inscrições até 09.01.2009. Regulamento no portal: www.bnb.gov.br.
 
 

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001