13 de agosto de 2008
Nordeste solicita estudo sobre potencial energetico da região

    A pesquisa deve destacar principalmente o setor de energia eólica que enfrenta grande dificuldade na transmissão da energia gerada nos cata-ventos até a empresa distribuidora
 

 
    Secretários de estados do Nordeste ligados ao setor de energia estão reunidos na manhã desta quarta-feira (13), na Secretaria de infra-estrutura do Ceará (Seinfra), para solicitar, junto a Empresa de Pesquisa Enérgica (EPE), a realização de estudos sobre o potencial energético de cada Estado nordestino e da região como um todo. 

    Todas as reivindicações dos estados nordestinos serão reunidas e encaminhadas para o Governo Federal. 

    A pesquisa deve destacar principalmente o setor de energia eólica. Para os secretários, o Nordeste tem um grande potencial, mas enfrenta grande dificuldade na transmissão da energia gerada nos cata-ventos até a empresa distribuidora. "O que falta são subestações e linhas de transmissões. o Ceará já produz 500 megawatts de energia eólica, mas se tivermos uma demanda de mais 200 MW não teremos como transmitir dos cata-ventos até a empresa distribuidora", explica o secretário de infra-estrutura do Ceará, Adail Fontenele. 

    Além dos secretários estaduais de energia dos estados da Bahia, Piauí, Maranhão, Alagoas, Paraíba e Sergipe estão presentes representantes do Fórum Nacional de Secretários de Energias, da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec).
 
 

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001