06 de agosto de 2008
BNB anuncia participação de R$ 100 milhões para projetos de inovação tecnológica

    Os empresários, investidores e pesquisadores que comparecerem ao IV Seminário de Gestão da Inovação Tecnológica (Inova 2008), a ser realizado entre os dias 6 e 8 de agosto, no Centro de Convenções de Fortaleza, poderão conhecer de perto as linhas de crédito e os programas do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) destinados à inovação tecnológica.
 
    Durante os três dias do evento, cuja mesa de abertura será presidida pelo diretor de Gestão do Desenvolvimento do BNB, Pedro Lapa, o Banco contará com estande no qual uma equipe atenderá os interessados em financiamentos e em apoio a projetos de pesquisa. Uma das novidades a serem apresentadas é a participação do Banco do Nordeste no “Criatec”, fundo de investimentos de capital  de risco, com recursos de R$ 100 milhões, voltado para empreendedores da área de tecnologia que ingressaram recentemente ou pretendem ingressar no mercado.
 
    Com proposta de tornar-se uma ponte entre o meio acadêmico e o mercado, o Criatec possui recursos do BNB (20%) e BNDES (80%) e objetiva, sobretudo, investir em empresas em estágio inicial, que tenha um perfil competitivo e inovador. Para ter acesso aos recursos, os empreendedores devem encaminhar projetos com diferencial  tecnológico por meio da página do Criatec: www.fundocriatec.com.br. Os empreendimentos selecionados recebem investimentos de até R$ 1,5 milhão, aportados em troca de participação acionária, além de suporte gerencial de profissionais com experiência em gestão de empresas de base tecnológica.
 
    De acordo com o gerente do Ambiente de Mercado de Capitais do BNB, Everton Chaves Correia, a participação no fundo se deve ao fato de o Banco priorizar a inovação tecnológica como importante fator de competitividade para as empresas nordestinas. “Com a presença do BNB no comitê de investimentos do Criatec, a atenção sobre as empresas do Nordeste será dobrada. Além disso, o fundo é um instrumento complementar que o Banco do Nordeste pode contar para apoiar as inovações empresariais”, afirmou.
 
Fundeci e Prodetec
 
    Além do Criatec, nos painéis “A Política de Desenvolvimento Produtivo e Regionalização” e “Como acessar financiamentos e subvenções para a inovação nas empresas”, representantes do Banco do Nordeste debaterão o Fundo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Banco (Fundeci) e o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico (Prodetec).  
 
    Administrado pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), o Fundeci já apoiou mais de 1,4 mil projetos de pesquisa e difusão tecnológica, investindo, com recursos não-reembolsáveis, quase R$ 200 milhões na Região. Já por meio do Prodetec, o Banco financia, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste, investimentos fixos e semi-fixos, inclusive capital de giro, empresas que promovam incorporação, inovação e difusão de tecnologia.
 
    O Inova 2008 é uma iniciativa da Federação das Indústrias do Estado do Ceará e da Confederação Nacional da Indústria (CNI), e tem como objetivo ampliar o investimento em pesquisa, desenvolvimento e tecnologia, além de potencializar o parque industrial, mediante o fortalecimento da cultura de inovação tecnológica.
 
BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S/A
 
Ambiente de Comunicação Social
 
(85) 3299-3149
 
 
 
 
“Participe do Prêmio BNB de Jornalismo em Desenvolvimento Regional – Edição 2008. R$ 126 mil em prêmios para profissionais e estudantes. Matérias publicadas até 31.12.2008; inscrições até 09.01.2009. Regulamento no portal: www.bnb.gov.br

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001