17 de junho de 2008
FIEC: Missão empresarial foca mercado sul-americano

FIEC articula empresas interessadas em expandir atuação no continente
 
 
    Em setembro, uma missão empresarial brasileira vai à Bolívia participar da maior feira multi-setorial da América Latina, a Expocruz 2008. No Ceará, o Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) articula os empresários interessados em participar. A missão é promovida pela Rede Brasileira de Centros Internacionais de Negócios.
 
    Atualmente na 33a edição, a Expocruz 2008 é uma das maiores e mais bem organizadas feiras da região. É realizada em Santa Cruz de la Sierra, cidade caracterizada por possuir comércio e indústria dinâmicos. Com mais de um milhão de habitantes, a cidade fica num ponto de cruzamento entre as principais rotas de integração do centro-oeste sul-americano, porta de entrada para outras cidades bolivianas e de outros países do continente. Paralelo à feira, o empresário terá a opção de participar da 18ª Roda Internacional de Negócios da Bolívia, organizada pela Câmara de Indústria e Comércio de Santa Cruz de la Sierra
 
    Segundo o superintendente do CIN/CE, Eduardo Bezerra Neto, a localização geográfica da Bolívia permite à Expocruz reunir participantes de países de toda a América do Sul e de outros continentes.
   
    “Todos os anos, o evento atrai diversas empresas sul-americanas. É uma grande oportunidade para os empresários cearenses incrementar as vendas de seus produtos aos países da região”, analisa. Segundo o superintendente do CIN/CE, entre as vantagens em vender dentro do próprio continente estão a curta distância que o produto terá de percorrer até chegar ao importador e a facilidade em fazer negócios num ambiente cultural semelhante.  “Temos de aproveitar mais esse mercado que é tão próximo”, indica.
 
    No ano passado, a Expocruz contabilizou 2.100 expositores e mais de 500 mil visitantes. Reuniu os setores de alimentos, agroindústria, arte e cultura, automóveis, bebidas, cosméticos, construção, educação, couros, informática, jóias, móveis, plásticos, produtos para o lar, pecuária, petróleo, serviços, turismo, telecomunicação e têxteis. Já a Roda Internacional de Negócios teve a participação de 740 empresas de países como Itália, Espanha, França, Alemanha, Estados Unidos e México, dentre outros. Foram movimentados cerca de US$ 119 milhões, a partir de 7.865 reuniões de negócios.
 
Relações Ceará x América do Sul
 
    De acordo com dados do CIN, o Ceará exportou US$ 234,4 milhões para os países da América do Sul em 2007, o que representa 20,5% do total no ano. Desse valor, US$ 143,2 milhões foram oriundos de vendas para os países que compõem o Mercosul (Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai) e US$ 91,2 milhões para os países da comunidade andina (Bolívia, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela). Em 2008, de janeiro a abril, as vendas cearenses para os países do continente registraram US$ 82,2 milhões, contra US$ 87,8 milhões vendidos no mesmo período do ano passado. Em relação à Bolívia, o Ceará exportou US$ 16,4 milhões em 2007 e US$ 7,2 milhões de janeiro a maio deste ano.
 
Serviço
Missão à Expocruz 2008 – Santa Cruz de la Sierra – Bolívia
Data: 24 a 28 de setembro
Informações e inscrições: 3466-5417 (CIN)
Informações à imprensa: 3466-5435.

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001