25 de julho de 2022 às 15h55m
Ucrânia diz que Lula faz propaganda da Rússia na guerra

O candidato do PT à presidência do Brasil, Luís Inácio Lula da Silva, foi incluído pelo governo ucraniano na lista de “oradores que promovem narrativas de propaganda russa”.

A informação foi publicada no site do Centro para Contenção de Desinformação, que faz parte da guerra informativa entre Rússia e Ucrânia, combatendo o que Kiev considerar fake news de autoria russa. A lista contém 78 pessoas das quais 30 são americanas. Lula é o único Brasileiro.

O político entrou para a relação por ter dito que a Rússia deveria liderar uma nova ordem mundial  e que o presidente Volodomyr Zelesnky era tão culpado pela guerra quanto Vladimir Putin. No entanto, só se tem registros da segunda afirmação. “Fico vendo o presidente da Ucrânia na televisão como se estivesse festejando, sendo aplaudido em pé por todos os Parlamentos, sabe? Esse cara é tão responsável quanto o Putin. Ele é tão responsável quanto o Putin. Porque numa guerra não tem apenas um culpado”, disse.

A assessoria do candidato não se manifestou sobre o caso, mas reiterou que ele condoeu a invasão da Ucrânia. Além de Lula, constam na lista os nomes de Marine Le Pen e Eric Zammour, derrotados na eleição francesa e jornalistas, cientistas políticos e analistas que deram opiniões vistas como a favor de Moscou.


Fonte: O Estado

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001