22 de junho de 2022 às 10h28m
Camilo Santana afirma que a ligação entre o PT e o PDT deve ser mantida “pelo bem do Ceará”

O ex-governador do Ceará, Camilo Santana (PT), declarou, nesta segunda-feira (20), durante uma entrevista no município de Tauá, que a aliança entre o PT e o PDT encontra-se fragilizada no estado. A disputa ocorre devido a uma divergência de opiniões sobre o melhor candidato para concorrer nas próximas eleições.

Os pedetistas divulgaram a possibilidade de indicar o ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, para o cargo; já o PT, apoia a reeleição de Izolda Cela e ameaçou adicionar um novo candidato à disputa caso a atual governadora não se candidate. 

De acordo com Camilo, esse projeto político já está em curso, mas precisa ser melhorado. Ele declarou que a aliança entre os partidos deve ser mantida pelo o bem do Ceará e da população cearense e que essa decisão política deve focar no avanço do estado.

“O projeto que está em curso no Ceará, ele está acima de qualquer projeto pessoal e individual de qualquer um. O importante é que a gente possa continuar fazendo o Ceará avançar”, complementou.

Alguns membros do PT também comentaram sobre a ligação partidária, afirmando que esta união já está “no limite”. O deputado federal José Guimarães (PDT), confirmou o impasse no início deste mês, dizendo que o partido já está convicto sobre a indicação de Roberto Cláudio e afirmando que o PT deverá escolher outro caminho.


Fonte: O Estado

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001