02 de dezembro de 2021 às 17h31m
Passaporte da vacina será cobrado na Assembleia Legislativa a partir da próxima semana

Para evitar o excesso de pessoas em circulação, a nova regra instituída pela Mesa Diretora também impõe limitação aos eventos por dia na Assembleia

A partir da próxima segunda-feira, 6, Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, exigirá a apresentação do comprovante de vacinação contra Covid-19 - o chamado passaporte da vacina -, com duas ou mais doses da vacina, para ingresso às dependências da Casa. Nesta quinta-feira, 2, um ato da Mesa Diretora ratificou a medida que deve ser cumprida por todos, sejam parlamentares, servidores e demais públicos.

A norma exige que, para comprovar as doses aplicadas, basta apresentar o cartão de vacinação físico ou virtual, este último disponível nos aplicativos de celular Ceará APP, Conecte SUS ou Vacine Já de Fortaleza. Segundo o presidente da AL, deputado Evandro Leitão (PDT), a medida visa garantir a proteção de todos presentes na Casa.

"Nós, enquanto representantes do povo, devemos dar o bom exemplo. Não podemos abrir brechas para a possibilidade de uma terceira onda dessa terrível doença, que já levou à morte mais de 615 mil pessoas no Brasil, afetando famílias pelo luto e pelo medo. No Ceará, 24,6 mil famílias perderam seus entes queridos", enfatizou o presidente.

A regra instituída pela Mesa Diretora também impõe limitação aos eventos por dia na Assembleia, para evitar o excesso de pessoas em circulação. Em sessões solenes e audiências públicas, os participantes presenciais devem comprovar imunidade, esquema vacinal completo ou teste para Covid-19 realizado pelo menos 24 horas antes.

"É preciso termos a responsabilidade conosco e também com aqueles que nos cercam. Não podemos retroceder nos avanços e, por isso mesmo, devemos seguir com os cuidados. Creio que nenhum de nós, em sã consciência, queira desperdiçar todo o nosso esforço realizado até agora e perder o que já conseguimos conquistar na luta contra essa pandemia, que atinge o mundo todo e nos lembra de que, embora tenhamos vencido algumas batalhas, essa guerra ainda não acabou", destacou Evandro.


Fonte: O Povo

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001