07 de julho de 2021 às 08h23m
Assembleia pode criar Frente de Incentivo à Vacinação

A Assembleia Legislativa do Ceará (Alece) poderá criar, no futuro próximo, uma Frente Parlamentar em Defesa da Imunização Contra a Covid-19.

Conforme proposta encabeçada pelo deputado estadual Diego Barreto (PTB), o grupo teria o objetivo de discutir, acompanhar e propor iniciativas junto à imprensa para ajudar na conscientização e no comparecimento ao local de vacinação por parte da população cearense. A proposta de criação da Frente foi encaminhada à Presidência da Assembleia para deliberação.

Ao falar sobre a iniciativa para a FM Assembleia, Diego Barreto ressaltou a importância de os parlamentares apoiarem ações de conscientização sobre a necessidade da vacina. “A criação dessa Frente Parlamentar que incentiva a imunização contra a Covid é de grande importância para que os deputados estaduais contribuam ainda mais com a vacinação no estado”, pontuou. Ele lamentou a evasão no comparecimento da vacinação. “A Covid, infelizmente, vitimou milhares de famílias no estado do Ceará, mesmo com todo o mal, muitos ainda resistem a tomar vacina, outros não comparecem na data marcada para vacinação”, disse.


Caso a iniciativa seja efetivada, tanto a Assembleia Legislativa quanto a Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) terão iniciativas do tipo atuando para avançar a vacinação e conscientizar a população sobre o enfrentamento à pandemia.
Pacto
Diego Barreto, na ocasião, elogiou ainda as ações do Pacto contra a Covid no Ceará. “Nós temos a Assembleia participando através do nosso presidente, Evandro Leitão, do Pacto contra a Covid que engloba diversas instituições que estão fazendo esse trabalho, mas acredito que os deputados também possam colaborar ainda mais”, reforçou. O Pacto reúne diversos setores da sociedade e busca sensibilizar a população para o tema. As entidades debatem mensalmente estratégias e somam forças para ampliar o cadastro de vacinação e conscientizar a população que a pandemia não acabou.


Conforme site da Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa), o estado já aplicou 4 milhões e meio de doses de vacina contra o novo coronavírus. Dessas, 3,36 milhões são de primeira dose e 1,14 milhão da segunda dose do imunizante. Além disso, quase 60 mil cearenses receberam a vacina em dose única.


CMFor
Criada em fevereiro deste ano, a Frente Parlamentar em Defesa da Imunização contra a Covid-19 em Fortaleza foi uma iniciativa da vereadora Enfermeira Ana Paula (PDT), através do requerimento nº 95/2021. Conforme pontuou a parlamentar à época, o objetivo é mapear junto à Secretaria Municipal de Saúde (SMS) os grupos prioritários para o recebimento da vacina; estabelecer uma análise técnica para a definição e sugestão dos grupos profissionais prioritários; fiscalizar as condições técnicas e de logística; fomentar a capacitação das equipes de vacinação; e acompanhar mensalmente os efeitos da imunização na capital cearense, promovendo debates junto à população acerca da retomada da economia em Fortaleza.


Em uma de suas ações mais recentes, no último mês, a Frente se reuniu com pesquisadores da Universidade Estadual do Ceará (Uece) e outros parlamentares para obter informações sobre o projeto desenvolvido na Universidade para criar uma vacina cearense contra a covid-19, a HH-120-Defenser.

Na ocasião, a imunologista Izabel Florindo Guedes, participante do projeto, reforçou que a equipe de pesquisa está empenhada na pesquisa e que o governador Camilo Santana (PT) e o reitor da Uece, Hidelbrando Soares, têm demonstrado apoio, mas ainda não foram recebidos os recursos necessários para realizar os testes solicitados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A vacina só poderá ser implementada com a autorização da Agência.
Além da proponente, também integram a Frente os vereadores Kátia Rodrigues (Cidadania), Gabriel Aguiar (Psol), Danilo Lopes (Podemos), Guilherme Sampaio (PT), Lúcio Bruno (PDT) e Ana Aracapé (PL).


Fonte: O Estado

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001