06 de julho de 2021 às 10h52m
O portal de novos tempos de Sobral

Quando nos anos 50 do século atrasado todo dia passava um voo da Real Aerovias pelo Aeroporto da Betânia, em Sobral, os 900 metros de terra batida servia aos DC3 que vinham das bandas do Norte a caminho de Fortaleza

São Luiz, Teresina, Floriano, Parnaíba demandavam Sobral que já era pólo irradiador de futuro para a enorme região de seu entorno, na época uns 25 municípios. A BR 222 era um Deus-nos-acuda e muitos sobralenses, os mais abastados, claro, esperavam o voo para Fortaleza ou de volta para o Norte.

Com o crescimento da cidade veio a escola de aviadores com a criação do Aeroclube de Sobral. Aí a cidade ganhou melhor tratamento da pista, mas começou a se deslocar para o bairro da Betânia, onde ficava o Seminário Diocesano, hoje sede da Universidade Vale do Acaraú. Depois do asfalto a pista passou a receber mais voos com fluxo de pequena aviaçao de táxi aéreo. Com o tempo e aeronaves maiores, conseguiram aumentar 50 metros em cada cabeceira, passando a 1.000 metros por 25 de largura. Acanhada, ainda até hoje.Isso disparou o gatilho; Sobral precisa de um aeroporto.


O marco
O prefeito Veveu Arruda arregaçou as mangas e foi catar um lugar para o aeródromo.Achou às margens da rodovia que liga Sobral a Santana do Acaraú, 13 quilômetros do centro da cidade. perto de 150 hectares que foram desapropriados e sugeridos ao Governo do Ceará, depois de submetido a pessoas do próprio Governo, responsáveis pela aviação no Estado. Uma vez aprovado, começou a luta pela obra, até que Camilo Santana assinou a ordem de serviço para a construção do aeroporto, numa licitação e noutra, a construção da estação de passageiros com obras de equipamentos para abrigar Bombeiros e outros obrigatórios em um aeródromo. Por indicação de um deputado estadual,Romeu Aldigueri, o importante “instrumento de desenvolvimento”, ganhou o nome do líder desenvolvimentista Luciano Arruda Coelho,um personagem da maior relevância no processo de aceleração do comércio, indústria, educação e animação cultural do município.


Duas licitações
“Esse projeto, prioridade para o Governador Camilo Santana, será fundamental para ajudar no desenvolvimento econômico não só de Sobral, mas de toda a Zona Norte. Será um aeroporto bem mais amplo e moderno, com capacidade para atender as atuais e futuras necessidades dessa região do estado, que conta com indústrias, universidades, hospitais e outros equipamentos de abrangência regional”, explica o Secretário da Infraestrutura do Estado, Lucio Gomes. Para Lúcio, o aeroporto vai promover a região a um novo patamar preparando o futuro da economia regional. Não se pensou o aeroporto como gerador de turismo, embora isso possa estar no bojo de investimentos diversos.

Nesta primeira etapa, foi contratado o Consórcio RF/JZ, formado pelas empresas R. Furlani Engenharia Ltda. e JZ Engenharia e Comércio Ltda. Para a execução dos serviços, está sendo priorizada a mão de obra local – atualmente, há 148 colaboradores contratados. A estimativa é que a obra seja concluída no início de 2022. Tecnicamente o novo aeroporto receberá aeronaves de porte médio, Terá 1.800 metros de extensão por 30 de largura. Pátio de estacionamento, manobras e equipamentos diversos, exigidos para seu funcionamento, como balizamento noturno, estação de passageiros, brigada de bombeiros,rádio,internet e acessos à CE que demandará a Sobral e ao Norte do Estado.


A segunda licitação
Empresa arremata obras no Aeroporto de Sobral; projeto custará R$ 14,1 mi.. Construção do terminal de passageiros dará início à segunda fase de implantação do empreendimento. Estação de passageiros e realização dos serviços complementares do Novo Aeroporto Regional de Sobral, na Região Norte do Estado. De acordo com a Secretaria da Infraestrutura do Ceará (Seinfra), o valor total da obra ficou em R$ 14.169.554,88, o que representa um desconto de 16,01% em relação ao valor estimado no certame. A construção do terminal deverá ser concluída em 10 meses e dará início à segunda fase de implantação do empreendimento. Atualmente, estão sendo realizados os serviços de construção da pista e do acesso ao novo aeródromo. Os serviços de terraplanagem estão em andamento na área, que possui 143 hectares e fica localizada a 13 quilômetros da Avenida Perimetral de Sobral. O investimento das obras da primeira fase é de R$ 40.859.881,58.

Cronograma
Iniciada em fevereiro de 2022, a construção da pista do aeroporto regional Luciano Arruda Coelho, contratada em licitação junto à R.Furlani Engenharia, teve dois pequenos problemas que levaram a um atraso já sanado no canteiro. Primeiro um surto de Covid19 depois as chuvas do inverno sobralense que se demoraram por mais de 60 dias, do previsto pelos conceitos da meteorologia. Depois veio a normalidade e,hoje, com um número de operários num crescente, 210 homens trabalham com apoio de 104 equipamentos, como caminhões-caçamba, tratores, pipas e, por fim, máquinas pesadas usadas em obras dessa monta.


Para ligar o aeródromo à cidade de Sobral, pela CE 178, está sendo construída uma estrada de 2,7 km de extensão, com pista dupla de 7 metros, em faixa de domínio de 40 metros, que sofreu 13 obras d’arte, incluindo uma ponte de 30 metros e drenagens profundas, executadas em tubulações de 700 mm. Há um britador em operação produzindo aglomerados para base e sub base da pista e acessos para o terminal. E mais; boa parte do material a ser utilizado, já encomendado, incluindo a estrutura metálica da cobertura, enquanto se desenvolve o projeto de energia elétrica fotovoltaica. Há ainda três poços profundos perfurados, desenvolvendo o tratamento d’água


O movimento de terra, nesta data, sob a 12 mil metros cúbicos por dia, o que remete a 900 carradas de material extraído das proximidades em carretas de 14 a 16 metros ´cúbicos de capacidade, informa o Engenheiro Orion Freire, residente responsável pela obra que confirmou a entrega do equipamento em fevereiro de 2022, cumprindo o prazo contratual de 18 meses, desde o recebimento da ordem de serviço pelo Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria de Infraestrutura, sob o comando do Secretário Lúcio Gomes.


Com o aditivo contratual, o Aeroporto Regional Luciano Arruda Coelho, terá ao seu final o valor de R$47 milhões de reais. Quanto às obras da estação de passageiros e equipamentos como guarnição de bombeiros, seguem o fluxo normal e foram entregues a outra empresa de engenharia. Segundo Lúcio Gomes a obra tem 60% de seu empenho executados. (Por Macário Batista – ­Especial)

Obras
Início:
24 de agosto de 2020
Prazo de entrega:
Fevereiro de 2022
Hoje:
210 Operários
104 equipametos em utilização
Movimento de terra:
12.000 m³/Dia
Localização:
Fazenda Mutuca
60% executados


Fonte: O Estado

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001