02 de julho de 2021 às 08h47m
Crato avança discussão com a sociedade para a universalização do esgotamento sanitário

Melhorar a saúde e garantir mais qualidade de vida para população são resultados alcançados com a realização do saneamento básico.

O Município do Crato inicia uma nova etapa para realização desse importante serviço. Na tarde desta quinta-feira, 1, representantes da sociedade cratense, entidades de classe e dos poderes executivo, legislativo e judiciário reuniram-se, de forma virtual, em audiência pública sobre a Concessão do Serviço Público de Coleta, Transporte, Tratamento e Destinação Final de Esgotos Sanitários no município do Crato e Gestão Comercial de todo Sistema de Saneamento.

 

O Prefeito Zé Ailton destacou todo o esforço que a administração tem realizado para diminuir o déficit de saneamento no município. Atualmente, o Crato é o município do Nordeste em estágio mais avançado para se adequar ao março regulatório do saneamento. Ele agradeceu, em sua fala, as equipes envolvidas no estudo e aos parceiros Caixa Econômica Federal, MDR, Ministério da Economia e aos Vereadores da cidade do Crato.

 

"É um momento histórico para o município do Crato. Estamos hoje participando dessa audiência pública, que muda totalmente a dinâmica e conceito de saneamento básico do nosso município. Crato tem sido pioneiro em dois projetos que mudam a realidade do município, o Saneamento, que é um dos mais adiantados do Brasil, seguindo o novo marco regulatório, e o COMARES (Consórcio de Resíduos Sólidos). Saneamento é saúde e com certeza quem ganha é a população", finalizou o gestor.

 

O vice-prefeito, André Barreto, também participou da audiência e pontuou a importância desse momento para a história do Crato, que marcará a vida de todos os cidadãos cratenses, sendo um divisor de águas. "O saneamento é o maior desafio do Crato há muitos anos. É certamente o setor que pouco conseguimos vencer, não por falta de vontade, mas pela complexidade e custo. Graças à persistência, determinação e esforços de todos os envolvidos, nós estamos entrando numa reta final para elaboração desse projeto. Com certeza terá um impacto positivo ao longo da execução dos 90% de cobertura de coleta e tratamento dos nossos esgotos", comentou.

 

Também participaram e destacaram a importância do projeto e da audiência, o vereador Alex Saraiva, o presidente da Saaec, Yarley de Brito; o promotor de Justiça, Dr. Thiago Marques Vieira; o diretor técnico da ARIS-CE, Cristiano Cardoso; o secretário das Cidades do Ceará, Paulo Henrique Lustosa; o representante da Secretaria Especial do Programa de Parcerias de Investimentos (SPPI), Manoel Renato; representante do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Gilson Pires; o representante da Caixa, Recieri Scarduelli; e o representante da Enejota Consultoria, Newton Cavalieri, que apresentou o detalhamento do projeto.

 

Marco Regulatório

 

O objetivo do novo marco regulatório é alcançar a universalização do saneamento básico até 2033, garantindo que 99% da população brasileira tenha acesso à água potável e 90% ao tratamento e a coleta de esgoto. Em Crato, a água já está presente em mais de 90% dos lares, sendo o esgotamento sanitário o maior desafio a ser vencido.

 

O projeto do Crato pretende, em 30 anos, universalizar o serviço de esgotamento sanitário. A meta é garantir o atendimento de 90% dos domicílios urbanos com tratamento e coleta de esgoto. E a proposta é fazer isso de forma transparente, por isso valorizamos e incentivamos muito o acompanhamento do Tribunal de Contas do Estado, do Ministério Público e demais instituições e controle", comentou Manoel Renato.

 

A participação se deu através do chat, durante a transmissão, e deve continuar em consulta pública disponível no site https://servicos.crato.ce.gov.br/ses/ até o próximo dia 10 de julho.


Fonte: Prefeitura do Crato

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001