31 de maio de 2021 às 09h17m
Ceará inicia vacinação de profissionais da educação

Professores e demais trabalhadores do setor estão incluídos na quarta fase do Programa Nacional de Imunizações

Trabalhadores de escolas públicas e privadas do Ceará começaram a receber a vacina contra a Covid-19 neste sábado (29). Além desses profissionais, aqueles remanescentes das três primeiras fases do Programa Nacional de Imunizações (PNI) que ainda não tenham recebido o imunizante seguem sendo agendados concomitantemente.

O governador Camilo Santana, em suas redes sociais, manifestou sua alegria com o início desse processo, que vai garantir a retomada das atividades escolares presencialmente de forma mais segura. “A vacinação dos nossos professores e demais trabalhadores da educação é a melhor forma de garantirmos mais segurança no retorno às aulas presenciais em todas as séries”, pontuou Camilo. Para ele, a educação deve ser tratada como prioridade e o Ceará vem sendo exemplo há mais de uma década. “Ano a ano temos ampliado os investimentos na área. Esse é o melhor caminho para termos um estado mais justo, humano e desenvolvido”, destacou.

O chefe do Executivo Estadual almeja que este grupo consiga ser imunizado nos próximos dois meses para que as aulas presenciais possam retornar com segurança a partir do segundo semestre. “A nossa meta é ter todos os professores e a comunidade escolar do Ceará vacinada até o mês de julho”, projetou o governador, com vista às perspectivas de chegada de mais lotes de vacinas.

Um dos primeiros professores no Ceará a ser vacinado foi Gilberto de Castro, que leciona em uma escola da rede pública estadual no município do Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza. “É com imensa satisfação que estou sendo vacinado. Fico contente com essa atitude do governador de querer vacinar e se empenhar para que os professores possam voltar à sala de aula. Foi excelente”, comentou Gilberto.

A professora da rede pública de educação do município de Fortaleza, Edileuza Linhares, 52, também era só gratidão por ter recebido sua primeira dose. Na opinião dela, iniciar o processo de imunização é uma segurança na hora que precisar retornar a dar aula de forma presencial. “Estou feliz porque vou me sentir mais tranquila para voltar para a sala de aula. Muita gratidão a Deus”, comemorou a docente.

Critérios

A ordem de vacinação dos profissionais das escolas seguirá a sequência por ordem decrescente de idade, ordenada também por área de atuação: creches, pré-escolas, ensinos fundamental, médio e profissionalizante, além de Educação de Jovens e Adultos (EJA), e Ensino Superior.

Afora a imunização dos professores, trabalhadores das áreas administrativas também terão direito e devem se cadastrar na plataforma Saúde Digital, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), para receberem a vacina. É preciso comprovar atuação na área. Veja aqui os documentos solicitados.

Toda a documentação necessária para a vacinação dos profissionais de educação foi pactuada na reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), com participação dos ministérios públicos Estadual, Federal e do Trabalho, e também de gestores da Saúde de todos os municípios do Ceará. O objetivo de retornar às aulas presenciais é uma das razões da liberação por parte do Ministério da Saúde para imunização deste grupo, considerando também o papel das escolas para a segurança alimentar e socioemocional das crianças e jovens.

4ª Fase

Com o avanço da vacinação no Ceará, além dos profissionais da educação e da segurança, os demais grupos que formam a quarta fase do Programa Nacional de Imunizações (PNI) também serão contemplados no decorrer desta etapa. São eles: pessoas em situação de rua; funcionários do Sistema de Privação de Liberdade; população privada de liberdade; Forças Armadas; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros; trabalhadores de transportes metroviário, ferroviário, aquaviário e aéreo; caminhoneiros; trabalhadores portuários e industriais; e trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos.

O Ministério da Saúde autorizou o início da vacinação da população geral, com idade entre 18 e 59 anos, em paralelo à conclusão da imunização dos grupos prioritários. Contudo, o Ceará deve começar a vacinar esse público somente em julho, conforme cronograma previsto. A decisão foi tomada durante a reunião da CIB.


Fonte: Governo do Ceará

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001