21 de maio de 2021 às 22h50m
Pix é o sistema instantâneo com adesão mais rápida do mundo, diz BC

Em seguida, aparecem os sistemas do Chile e da Dinamarca. Para o Banco Central, a taxa de adesão deve crescer e o País permanecerá ocupando o topo da lista

O Pix é o sistema de pagamentos instantâneos com adesão mais rápida em todo o mundo, de acordo com relatório divulgado pelo Banco Central (BC) nessa quinta-feira, 20. Em seguida, aparecem os sistemas do Chile e da Dinamarca. Para a autarquia federal, a taxa de adesão deve crescer e o País permanecerá ocupando o topo da lista. O cálculo é realizado per capita, isso é, considera o número de transações em relação à população.

O relatório explica que o Brasil estaria na segunda colocação, atrás do Chile, mas os dados utilizados eram de março e, segundo o BC, estariam defasados. Com números mais atuais, até 16 de maio, o País chega ao primeiro lugar. O documento considera sistemas de dez países. Além do Brasil, Chile e Dinamarca, é mostrada a evolução de serviços similares na Nigéria, na Austrália, no México, na Índia, em Singapura, na Suécia e no Reino Unido.

“O elevado uso do Pix fica ainda mais evidente quando a sua taxa de adoção, definida como a quantidade de transações por habitante do país, é comparada com a de arranjos de pagamentos instantâneos em outros países. Em seu primeiro ano de adoção, considerando apenas cinco meses de dados, o Pix é o segundo arranjo de pagamentos instantâneos com adoção mais rápida entre os países identificados”, afirma o BC no relatório.

Tendo em vista a taxa de crescimento mensal do uso do Pix, espera-se que a taxa de adoção do Pix seja a maior já identificada, quando os dados completos do primeiro ano após a implementação estiverem disponíveis”, continua. O Pix ultrapassou R$ 1 trilhão movimentado em transações apenas em abril de 2020, seis meses após seu lançamento.


Fonte: O Povo

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001