11 de maio de 2021 às 10h35m
Prefeitura do Crato e ICMBio firmam parceria para fortalecer a Flona Araripe

Em comemoração aos 75 anos da Floresta Nacional do Araripe (Flona Araripe), a Prefeitura Municipal do Crato, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Territorial, assinou um termo de cooperação com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO) para alinhar ações de proteção e uso sustentável da biodiversidade da nossa floresta.

A solenidade foi realizada último sábado, 08, no mirante da trilha do Belmonte, dentro do território da Flona.

 

Essa parceria vai permitir vários investimentos públicos. Um deles é a melhoria na infraestrutura de trilhas. Algumas já foram realizadas, como a instalação de plataformas, que dão mais segurança ao passeio, permitindo uma visão panorâmica. O prefeito Zé Ailton Brasil, que assinou o termo de cooperação entre Prefeitura e ICMBIO, explica que esse trabalho vai ter reflexos na economia. "Para que a gente aproveite as belezas naturais da Chapada e também gere emprego e renda para a população do Crato, com guias turísticos e com o comércio local", afirma o prefeito.

 

Augusto Carlos de Alencar, chefe do Núcleo Gestor do ICMBIO na região do Cariri, elogiou a parceria com a Prefeitura do Crato para o fortalecimento e promoção das Unidades de Conservação. "É de suma importância que a nossa sociedade tenha acesso a essas unidades de conservação, que elas sejam utilizadas de forma a fortalecer a infraestrutura e melhorar os espaços. Nosso intuito é desenvolver uma educação ambiental mais alinhada, formalizar as atividades que já vinham acontecendo e o planejamento integrado, para que sirva de exemplo para os outros municípios", afirma.

 

A Flona Araripe é a primeira do Brasil. Essa Unidade de Conservação do tipo de Uso Sustentável foi criada em maio de 1946. Florestas Nacionais são áreas demarcadas que passam a ter gestão do Governo Federal, com objetivo de preservar ecossistemas naturais, com permissão para atividades econômicas que sejam sustentáveis. No caso da Flona Araripe, por exemplo, é permitido o extrativismo o pequi, fruto nativo.

 

Apesar de ter sido criada há 75 anos, a Flona Araripe ainda é considerada um território que precisa ter a imagem promovida nacionalmente. "Nosso intuito é realmente mostrar, não só para o Cariri, mas para o Brasil, as belezas que nossa região tem, que a Chapada do Araripe tem, que a cidade Crato tem", diz o prefeito.


Fonte: Prefeitura do Crato

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001