25 de março de 2021 às 09h30m
Moro diz ter tranquilidade sobre suas decisões após STF considerá-lo parcial

O ex-juiz Sergio Moro afirmou nesta quarta-feira (24) que tem “absoluta tranquilidade” sobre as decisões que tomou no âmbito da Lava Jato

Foi a primeira manifestação de Moro após decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) pela parcialidade do ex-juiz na condução do caso do triplex de Guarujá (SP), que levou à condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.


“Tenho absoluta tranquilidade em relação aos acertos das minhas decisões, todas fundamentadas nos processos judiciais, inclusive quanto aqueles que tinham como acusado o ex-presidente”, afirmou Moro por meio de nota. “Todos os acusados foram tratados nos processos e julgamentos com o devido respeito, com imparcialidade e sem qualquer animosidade da minha parte, como juiz do caso”, completou. Em defesa da Lava Jato, Moro afirmou que a operação foi um marco no combate à corrupção e à lavagem de dinheiro no Brasil, “colocando fim à generalizada impunidade destes crimes”. “O Brasil não pode retroceder e destruir o passado recente de combate à corrupção e à impunidade e pelo qual foi elogiado internacionalmente”, afirmou.


No dia anterior, a defesa de Lula afirmou que a decisão da Segunda Turma do STF era “histórica e revigorante”. Para os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Martins, a suspeição de Moro comprova que o ex-juiz, que depois chegou a virar ministro do governo Jair Bolsonaro, atuou como adversário político de Lula.


A decisão no STF foi tomada por 3 votos a 2, após mudança de posicionamento da ministra Cármen Lúcia. A turma julgou procedente o habeas corpus em que a defesa do petista pedia a declaração da suspeição de Moro e decidiu anular a ação do tríplex – ficam nulos todos os atos do ex-juiz.


Fonte: O Estado

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001