22 de janeiro de 2021 às 08h57m
Governo do Ceará e Sopai vão realizar quase 2,7 mil cirurgias em crianças e adolescentes

O Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Saúde (Sesa), e o Sopai Hospital Infantil Filantrópico, que fica em Fortaleza, vão realizar, a partir de fevereiro, quase 2,7 mil cirurgias em crianças e adolescentes, entre 2 e 14 anos, encaminhadas pelo sistema de regulação estadual. O investimento, oriundo do tesouro estadual, será de mais de R$ 3,5 milhões.

Madrinha da ação, a primeira-dama do Ceará, Onélia Santana, reforçou o trabalho conjunto que o Estado vem desenvolvendo em prol infância. “Quero parabenizar a todos do Sopai, hospital infantil que conheço de perto e que realizam um trabalho belíssimo, humanizado e com grande eficiência. Basta ver como as mães e as crianças que passam pela unidade são bem acolhidas e tratadas. Agradeço aos deputados federais José Guimarães e Odorico Monteiro pela contribuição que deram para realização dessas cirurgias”, destaca.

Serão realizadas cirurgias de hérnia e fimose, de média complexidade, no público-alvo que aguardava avaliação ambulatorial para procedimentos cirúrgicos e por cirurgias eletivas realizadas pelo Hospital Infantil Albert Sabin (HIAS). O atendimento contempla consultas e exames pré e pós-operatório.

De acordo com o diretor clínico do Sopai, Fabrício César, para ser contemplado com o procedimento, é preciso buscar atendimento em uma unidade de saúde do Estado. “Durante a consulta, a partir do relato da mãe, o médico pode encaminhar a criança para o cirurgião-pediátrico, que, ao identificar as patologias contempladas na ação, solicita a guia para realização do procedimento. Nosso objetivo é encerrar toda a lista de pacientes enviados pela Regulação. Aos interessados em entrar nessa relação é preciso procurar uma unidade de saúde”,
salienta.

“É importante ressaltar que, atualmente, existe uma demanda de crianças com diversos tipos de hérnias e fimose. E os problemas podem limitar o desenvolvimento físico”, explica Emília Alves de Castro, gestora da Coordenação de Regulação, Controle, Avaliação e Auditoria (Corac) da Sesa. “A iniciativa permitirá o desenvolvimento mais saudável a essas crianças”, finaliza.


Fonte: Governo do Ceará

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001