18 de janeiro de 2021 às 10h37m
Trump deixa presidência em momento de caos nos EUA

A Presidência mais conturbada dos EUA em décadas chega ao fim ao meio-dia (14h de Brasília) da próxima quarta-feira (20), em meio a momentos de instabilidade no cenário político nacional principalmente capitaneados pela invasão do Capitólio este mês e seus desdobramentos.

Donald Trump, no entanto, seguirá tentando chamar a atenção para se manter em destaque na política americana, na direção contrária do que fizeram outros ex-presidentes do País. Trump foi um dos líderes mais combativos a ocupar a Casa Branca. Ele estava perto de entregar um país já dividido e duramente atingido pela pandemia, mas seu legado chegou a atingir ainda outro patamar em seus últimos dias no cargo, ao estimular uma insurreição contra o Congresso. Como resultado, o presidente americano foi banido de redes sociais e teve o segundo processo de impeachment aprovado na Câmara dos Deputados – agora, com o apoio de 10 republicanos, um sinal de que o partido está rachado.

Por outro lado, 197 correligionários votaram contra a ação, e muitos deles fizeram discursos fervorosos em defesa do presidente. A decisão sobre afastá-lo e, mais importante, fazer com que perca direitos políticos, tirando a possibilidade de que concorra outra vez à Presidência, caberá, mais do que ao Senado, ao Partido Republicano. São necessários 67 votos para condenar Trump, e os democratas terão apenas 50 quando o processo for julgado na casa.


Fonte: O Estado

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001