10 de janeiro de 2021 às 08h08m
Governo do Ceará convoca últimos aprovados no concurso de policiais penais

São 52 novos servidores que deverão ingressar nas forças de segurança do Estado. Eles trabalharão na CPPL 6, que será inaugurada em breve

Os últimos aprovados no concurso realizado pelo Governo do Ceará para policiais penais serão convocados para assumir seus cargos imediatamente, informou o governador Camilo Santana, por transmissão nas redes sociais, na manhã desta sexta-feira (8). Ao todo, são 52 novos servidores, que deverão passar pelo treinamento que inclui aulas sobre administração penitenciária, integração social, valorização humana, ética profissional, legislação e segurança penitenciária.

Os novos servidores serão lotados em uma nova unidade prisional, que será inaugurada em breve pelo Governo do Ceará, disse Camilo Santana. “Eles vão reforçar a equipe que já está sendo treinada para iniciar o trabalho na nova unidade prisional, a CPPL 6 (Casa de Privação Provisória de Liberdade), que já está pronta e com capacidade para mil presos aqui na Região Metropolitana (de Fortaleza)”, anunciou o governador. Esses profissionais eram chamados de agentes penitenciários, mas, agora, a categoria atende à nova nomenclatura de policiais penais.

Para o secretário da Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque, a convocação de mais profissionais e a entrega de novas unidades são avanços importantes na reestruturação do sistema penitenciário. “As unidades serão inauguradas, os agentes (estão) sendo treinados e os compromissos que o senhor prometeu sendo cumpridos. Isso é muito importante e dá um gás para a gente poder trabalhar cada vez mais e com mais empenho para combater o crime dentro do sistema penitenciário”, comentou o gestor.

Valorização

O governador Camilo Santana destacou o esforço que o Estado tem feito para valorizar os profissionais da área da segurança pública, incluindo os do sistema da administração penitenciária. “Lembrando os meus compromissos que nós temos, que em breve serão enviados para a Assembleia Legislativa, de valorização da categoria, inclusive com (a solução para o) desvio de função, que era uma demanda importante do segmento, e quero aqui reforçar esse meu compromisso”, disse o chefe do Executivo estadual.

Por todo o trabalho que vem sendo feito dentro das unidades prisionais, o governador acredita que o Estado tem se destacado nessa área diante das demais unidade federativas. “Hoje, o Ceará é um dos exemplos do País no sistema prisional. A cada ano nós estamos aperfeiçoando, qualificando e melhorando, principalmente no controle do nosso sistema”, comentou Camilo.

Os novos servidores foram aprovados no concurso público iniciado ainda em 2017 pelo Governo do Ceará. O Estado convocou, na época, dois mil candidatos para o curso de formação de agentes penitenciários, mas somente 1.695 atenderam ao chamamento e cumpriram os requisitos obrigatórios ao longo das demais etapas de avaliação (física, de saúde e psicológica). Com o reforço anunciado, o Estado passará a ter 3.768 policiais penais – antes do concurso em 2017 eram 2.136.


Fonte: Governo do Ceará

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001