29 de outubro de 2020 às 16h38m
Pesquisas mostram Sarto no segundo turno pela 1ª vez

A disputa pela Prefeitura de Fortaleza pode estar passando por momento decisivo para definir quem vai participar do segundo turno contra Capitão Wagner (Pros).

Nesta quarta-feira (28), os estudos dos institutos Datafolha e Paraná Pesquisas já passaram a apontar José Sarto (PDT) à frente de Luizianne Lins (PT). Até o momento, todas as anteriores sobre a eleição de Fortaleza mostravam a ex-prefeita em segundo lugar, com Sarto em terceiro.


Outros estudos já divulgados chegaram a mostrar Luizianne e Sarto em empate técnico (considerando os pontos descontados pela margem de erro de cada pesquisa), mas nenhum ainda com o pedetista à frente. Na Datafolha, a distância é maior: Sarto aparece com 22% e Luizianne com 19%. Na do Paraná Pesquisas, os dois têm apenas 0,4 pontos percentuais de diferença: ele com 17,3% e ela com 26,9%.


Capitão Wagner continua liderando, com 31% no Datafolha e 31,5% no Paraná Pesquisas, tendo registrado queda nos dois estudos em comparação às divulgações anteriores. Sarto teve crescimento em ambas, de 15% para 22% na Datafolha e de 10,1% para 17,3% na outra. Dos três, a única variação em que houve divergência entre os dois estudos foi a de Luizianne, que no Datafolha caiu, de 24% para 19%, enquanto na do Paraná Pesquisas subiu de 14,9% para 16,9%. Na Datafolha, Heitor Férrer (SD) se manteve em 5%; Renato Roseno (Psol) se manteve em 4%; Célio Studart caiu de 4% para 3%; Heitor Freire (PSL) foi de 0 para 2% e José Loureto (PCO) foi de 0 para 1%. Anizio Melo (PCdoB) ainda teve citação entre os entrevistados, mas não chegou a pontuar, enquanto Paula Colares (UP) e Samuel Braga (Patriota) se mantiveram sem ser citados.


Perfil
Na Paraná Pesquisas, chama a atenção, nos resultados estratificados sobre o perfil do eleitorado, que Luizianne tem resultado melhor entre aqueles com menor escolaridade (19% entre aqueles com nível de analfabeto a ensino fundamental completo) e resultado pior entre os mais escolarizados (12,4% entre quem tem ensino superior completo ou incompleto).


A ex-prefeita também é mais popular entre os jovens: chega a 22,6% entre eleitores de 16 a 24 anos. Já o eleitorado de Wagner, se não há correlação direta entre idade e intenção de voto no candidato do Pros, é perceptivelmente mais masculino: ele chega a 36,4% entre os homens contra 27,5% entre as mulheres. É o contrário o caso de Célio Studart, que chega a 4,8% entre as mulheres e apenas 1,4% entre os homens.


Cenário
As projeções para o segundo turno, é claro, só existem quando se trabalha com a hipótese de que haverá segundo turno – como mostram todas as pesquisas até o momento. Wagner conta que não se sabe ainda quantas pessoas vão de fato às urnas este ano, já que se espera um alto índice de abstenção motivado pela pandemia da covid-19, o que pode alterar de modo considerável os resultados. “Pode fazer com que tenhamos surpresas positivas ou negativas. Acredito em uma surpresa positiva, no sentido de ter um percentual maior de votos em relação às intenções apresentadas, e acredito na possibilidade de vencer no primeiro turno”, diz ele.


A pesquisa aparece em meio a um cenário de embate da candidatura do PDT à chapa de Luizianne Lins, na disputa pela vaga no segundo turno. Na última terça-feira (27), a Justiça Eleitoral determinou que a candidatura de Sarto retirasse do ar propaganda em que afirma que Luizianne foi a pior prefeita do Brasil, tendo levado em consideração apenas oito capitais brasileiras – entre outras investidas por parte do grupo pedetista. A ex-prefeita comentou que a postura demonstra desespero por parte dos governistas, comentando que o opositor leva os embates até para o programa eleitoral de TV.


Fonte: O Estado

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001