09 de outubro de 2020 às 06h41m
Produção industrial do Ceará tem alta de 5,7% e supera média nacional

Entre os meses de julho e agosto, a produção industrial do Ceará teve alta de 5,7%, superando o resultado nacional de 3,2%

Os dados são da Pesquisa Mensal da indústria do IBGE. Para o secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), Maia Júnior, a pesquisa revela claros sinais de recuperação, pois o Ceará retomou as posições pré pandemia. “O Ceará não só terminou o ano de 2019 com boa taxa de crescimento, alcançou o dobro do Brasil, como também estava tendo bons resultados na economia nos meses de janeiro e fevereiro”, lembrou Maia Júnior.

A pesquisa do IBGE revela ainda que, se comparado ao mesmo período do ano passado, a produção industrial cearense avançou 5,3% em agosto de 2020. “Esses números nos dão ânimo pois sinalizam que temos um bom restante do ano. Não só pelos números da produção industrial como também o destaque na geração de empregos, revelado pelo Caged, e o saldo positivo de abertura de empresas no ano de 2020, o crescimento do consumo de energia”, revelou o secretário.

Outros cinco estados também tiveram resultados superiores ao nacional em agosto, sendo o Ceará o único do nordeste a crescer mais que o Brasil. Santa Catarina registrou o maior crescimento, com 6,0%. O Ceará ocupou o segundo lugar (5,7%), seguido do Rio Grande do Sul (5,2%), Amazonas (4,9%), São Paulo (4,8%) e Rio de Janeiro (3,3%). “O fato do Ceará liderar a recuperação da economia no Norte e Nordeste estabelece uma forte competição com estados de Sudeste, como Rio de Janeiro e São Paulo”, afirmou o titular da Sedet.

As atividades de indústria do estado que se destacaram em agosto/2020, comparativamente ao mesmo mês do ano anterior, foram: produtos alimentícios (5,03%); couro, artigos para viagens e calçados (2,85%); e Coque, Produtos Derivados do Petróleo e Biocombustíveis (1,63%).

“Um outro ponto positivo é a atração de investimentos mesmo durante a pandemia. Conseguimos atrair grandes empresas pro Ceará de vários clusters e tudo isso conta para bons resultados futuros. Esperamos que a economia possa crescer e gerar as oportunidades tão esperadas pelo povo cearense”, finalizou o secretário.


Fonte: Governo do Ceará

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001