07 de outubro de 2020 às 10h51m
Fundo do mar está repleto de 14 milhões de toneladas de microplásticos

A quantidade de substâncias poluentes minúsculas é 25 vezes maior do que a relatada nos estudos anteriores

Os fundos dos oceanos do planeta estão repletos de cerca de 14 milhões de toneladas de microplásticos provenientes da decomposição das grandes quantidades de lixo que chegam ao mar todos os anos, segundo a agência científica nacional da Austrália.

A quantidade de substâncias poluentes minúsculas é 25 vezes maior do que a relatada nos estudos anteriores, segundo a mesma fonte.

Para esta primeira avaliação mundial dos microplásticos presentes nos fundos marinhos, a agência CSIRO usou um robô submarino que coletou amostras, em até 3.000 metros de profundidade, de locais ao longo das costas do sul da Austrália.

"Nossas pesquisas mostram que o oceano profundo é um sumidouro de microplásticos", disse Denise Hardesty, pesquisadora principal do estudo.

"Ficamos surpresos ao observar as grandes quantidades de microplástico em um lugar tão distante".

Segundo os cientistas, que publicaram suas conclusões na revista Frontiers in Marine Science (Fronteiras na Ciência Marítima), nas áreas em que os resíduos flutuantes são mais numerosos geralmente há mais fragmentos de microplástico no fundo do mar.

"A poluição do plástico que acaba no oceano se decompõe para se tornar microplástico", explicou Justine Barrett, que liderou este estudo.

"Os resultados mostram que os microplásticos afundam efetivamente até o fundo do oceano".

Hardesty apela para a elaboração de medidas urgentes, destinadas a encontrar soluções para a poluição marinha de plástico, que afeta os ecossistemas, a fauna e a saúde humana.

"O governo, a indústria e a população devem trabalhar juntos para reduzir significativamente a quantidade de lixos que vemos ao longo de nossas praias e em nossos oceanos", destacou.


Fonte: O Povo

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001