01 de outubro de 2020 às 06h38m
Governo do Ceará constitui Fundação de Saúde e empossa conselheiros e diretores

Uma solenidade na tarde desta quarta-feira (30), no Palácio da Abolição, em Fortaleza, formalizou a criação da Fundação de Saúde do Ceará (Funsaúde).

Na ocasião, o governador Camilo Santana aproveitou a transmissão por suas redes sociais para apresentar e empossar os integrantes das diretorias e conselhos da entidade.

A cargo da fundação ficará a gerência dos serviços assistenciais do Estado, visando fomentar a promoção e execução dessas ações de maneira regionalizada dentro do Sistema Único de Saúde, destacou Camilo Santana. “Hoje o Ceará tem cinco macrorregiões de saúde. A ideia é que, em cada uma dessas, 90% das demandas de saúde da população sejam resolvidas na própria região. Por isso estamos ampliando os hospitais, Samu’s, fortalecendo os consórcios públicos de saúde”, enfatizou o governador.

A Funsaúde é a concretização de um planejamento que vem sendo feito desde o início do ano passado com o objetivo de ampliar a oferta de atendimento em consonância com uma melhor qualidade. “Desde o início de 2019 estamos construindo um Plano de Modernização da Saúde pública do Ceará que possa integrar melhor com os equipamentos da União, se aproximar mais do cidadão, acolher melhor as pessoas, dar mais eficiência. O papel da fundação é agilizar e proporcionar melhores condições para executar os trabalhos de saúde nos nossos equipamentos de saúde, de forma mais rápida e inteligente”, ressaltou o chefe do Executivo estadual. Para chegar a esses resultados, a Fundação de Saúde abrirá processo seletivo público para o preenchimento de vagas.

Para o secretário da Saúde do Ceará, Dr. Cabeto, a Funsaúde “é um ponto fundamental e estratégico para todo um plano do Governo e da Secretaria da Saúde para a estruturação da saúde do Ceará, que tem como marca a questão da transparência, valorização das pessoas e empreendedorismo na área, que inclui ciência, tecnologia, formação”.

Dr. Cabeto pontuou as principais questões que devem nortear o caminho para os bons resultados. “O ponto mais importante da fundação é: dar dignidade, valorização e mérito ao trabalho. O segundo ponto trata da organização das agências regionais, que acaba por facilitar o funcionamento das nossas áreas descentralizadas, levando ao que a gente chama de acessibilidade. O terceiro aspecto é a questão da economia da saúde. A fundação tem mecanismos legais de fazer parcerias tecnológicas com entidades nacionais e internacionais trazendo o Ceará para a liderança da saúde. Com transparência, humanização, valorização das pessoas, atração e fixação de talentos nós vamos propiciar um Ceará melhor para as pessoas”, acredita o secretário.

Sob a coordenação da Sesa, a Fundação terá como função apoiar os municípios na execução dos serviços regionais de saúde e a Comissão Intergestores Regional em sua governança interfederativa. A Secretaria da Saúde funcionará como autoridade regulatória e contará com agências regionais de saúde, que auxiliarão nas atividades técnico-administrativas necessárias para a garantia de serviços à população.

Dentre os empossados está a diretora-executiva da Fundação, Josenília Gomes. Ela avalia que a instituição será de grande utilidade para abrir novos horizontes dentro da gestão pública. “Ela (a Funsaúde) vem para agilizar efetivamente a gestão das nossas estruturas de saúde. A gente sabe que existem algumas amarras nas estruturas estaduais ligadas à Secretaria de Saúde e que efetivamente a Fundação poderá, com uma gestão mais moderna e flexível, fazer com que a gente tenha um acesso melhor da população à saúde”, pontuou a diretora.


Fonte: Governo do Ceará

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001