30 de setembro de 2020 às 07h03m
Queiroz Filho critica a destinação de verbas do Fundeb para novo programa do Governo Federal

O deputado estadual Queiroz Filho (PDT) criticou nesta terça-feira (29) a proposta do Governo Federal que destina recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e de precatórios para a criação do Renda Cidadã, programa social que substituirá o Bolsa Família.

O deputado estadual Queiroz Filho (PDT) criticou nesta terça-feira (29) a proposta do Governo Federal que destina recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e de precatórios para a criação do Renda Cidadã, programa social que substituirá o Bolsa Família.

"Por mais nobre que seja a iniciativa, não podemos permitir isso depois de uma luta muito grande, de tanta mobilização pela aprovação do Novo Fundeb. A viabilização deste programa seria possível se houvesse taxação em cima de grandes fortunas, cortando privilégios. Não é correto tirar da educação, área que impacta de maneira positiva na vida das pessoas", disse.

O parlamentar, presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Ceará, disse acreditar que a proposta que atinge diretamente o Fundeb não será aprovada pelo Congresso Nacional.

Renda Cidadã

O programa vinha sendo chamado de Renda Brasil pela equipe econômica o Governo Federal, que busca formas de financiá-lo. Como a regra do teto de gastos determina que os gastos públicos sejam corrigidos apenas pela inflação anualmente, é necessário ajustar despesas para criação o Renda Cidadã.


Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001