25 de setembro de 2020 às 07h02m
Governo do Ceará entrega base de policiamento 24h no Conjunto Santa Filomena, em Fortaleza

O governador Camilo Santana esteve, na manhã desta quinta-feira (24), na entrega da nova base do Programa de Proteção Territorial e Gestão de Riscos (Proteger) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), no Conjunto Santa Filomena, no Grande Jangurussu, em Fortaleza.

A entrega do equipamento faz parte do programa de expansão de bases de policiamento 24 horas com objetivo de combater os crimes territoriais a partir da presença permanente da Polícia Militar do Ceará (PMCE). O momento foi acompanhado pelo secretário da SSPDS, Sandro Caron, pelo comandante geral da PMCE, coronel Márcio Oliveira, e pelo assessor de Polícia Comunitária (APCom) da PMCE, capitão Messias Mendes.

“Nós viemos visitar um dos projetos importantes que estamos fazendo, que é o Proteger, que são bases fixas, 24 horas, em comunidades. São 16 policiais que fazem parte dessa base. Tem a base fixa e tem o corpo de policiais que ficam fazendo a ronda. Temos o apoio do Raio e tudo aqui é conectado com a Ciops”, ressaltou o governador Camilo Santana. “A presença da polícia dá segurança à população e intimida o crime. Nós estamos trabalhando agora para ampliar essas bases nas comunidades aqui na Capital”, concluiu Camilo Santana.

As bases do Proteger fazem parte de uma política de segurança pública para promover um policiamento de proximidade com os moradores do microterritório, baseando-se em doutrinas de polícia comunitária. Com a implantação de mais uma base na Capital, sobe para 25 o número de equipamentos em Fortaleza. Outras duas estão instaladas na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), sendo uma em Caucaia e outra em Maracanaú. Até o fim deste ano, estão programadas mais bases de policiamento. As ações de polícia ostensiva nesses territórios são realizadas conjuntamente com outras composições da PM, como a Força Tática e o Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio).

Conceito

As bases do Proteger são instaladas em regiões de vulnerabilidade com maiores incidências de delitos, apontadas a partir do mapeamento de 70 indicadores sociais e criminais, como renda, saneamento, educação e de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). O efetivo empregado no Proteger passa por uma formação promovida pela Assessoria de Polícia Comunitária (APCom) da Polícia Militar. Durante a instrução especializada são ministrados módulos sobre a mediação de conflitos, justiça restaurativa, filosofia de polícia comunitária, atuação dos policiais militares no Estado democrático de Direito e sobre o uso adequado da força.

Além da presença permanente, o território passa a contar com os trabalhos de polícia comunitária e de aproximação, como o Grupo de Segurança Comunitária (GSC), que consiste em realizar visitas aos moradores em suas casas, estabelecendo uma relação com as pessoas, trazendo dicas de segurança, assim como o Grupo de Apoio às Vítimas de Violência (GAVV), que cuida de mulheres, crianças e idosos vítima de violência.

Implantação de Areninha

Uma série de ações visando facilitar o acesso dos moradores a serviços de saúde, lazer e educação estão previstos para a área. Em parceria com a Prefeitura de Fortaleza, o local vai ganhar ações de melhoria em iluminação pública, limpeza urbana e acesso a equipamentos de saúde e lazer. O governador anunciou que vai transformar o campo que fica defronte à base do Proteger em uma Areninha, para possibilitar o desenvolvimento de atividades ligadas à qualidade de vida da população da região, como parte da política pública de prevenção e oportunidade voltada para crianças e adolescentes do Estado.


Fonte: Governo do Ceará

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001