14 de setembro de 2020 às 18h35m
Casos de câncer de mama no Ceará têm aumento de 40% nos últimos 10 anos, diz estudo

A pesquisa ainda mostra crescimento de 12% nos casos em mulheres jovens, abaixo dos 40 anos

Os casos de câncer de mama no Ceará registraram aumento de 40% nos últimos 10 anos, uma alta de 9,98 para 15,92 por 100 mil mulheres. Os dados são de um levantamento feito por pesquisadores da Sociedade Brasileira de Mastologia Regional do Ceará (SBM) e do Grupo de Estudos em Oncologia (Geeon), entre 2009 e 2018.  O estudo epidemiológico ainda mostra crescimento de 12% nos casos em mulheres jovens, abaixo dos 40 anos, e 53% em mulheres acima dos 50 anos, além de destacar taxa de mortalidade de 59% pela doença.

Durante a década, ocorreu o rastreamento mamográfico, exame feito em mulheres sem sintomas, e revelou um crescimento de 6%, em 2009, para 33%, em 2016. Entretanto, houve queda, quando chegou a 26%, em 2018, na Capital cearense. O interior do Estado seguiu o mesmo padrão de oscilação, apesar de muitas mulheres registrarem o endereço de Fortaleza para facilitar o acesso aos serviços de atendimento a doença, que são difíceis no interior.

Apesar das campanhas de conscientização sobre o câncer de mama, intensificadas no mês de outubro, época dedicada à conscientização da doença, grande parte das mulheres com câncer de mama no Estado é diagnosticada em estágio avançado, ou seja, pacientes já com a doença metastática. De acordo a pesquisa, em 2009, 66% das mulheres chegavam com tumores acima de 2 cm, já em 2018 esse percentual aumentou para 78%, uma alta de 12%. Estes dados são impactados diretamente na taxa de mortalidade da doença, que nesta época teve 438 óbitos, com progressão ascendente para 734.


Fonte: O Povo

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001