09 de setembro de 2020 às 13h40m
Casa da Mulher Brasileira retoma atendimentos presenciais

A Casa da Mulher Brasileira está em retomada dos atendimentos presenciais. O espaço, que não interrompeu os serviços, dando suporte pelo teleatendimento e, quando necessário, já iniciou a retomada responsável.

O Centro de Referência da Mulher Francisca Clotilde (CRM) e o Centro Estadual de Referência e Apoio à Mulher (Ceram), que compõem o setor psicossocial da CMB, além dos setores da Autonomia Econômica e Administrativo já estão com as atividades presenciais. Os demais órgãos da casa, seguem com atendimento remoto, exceto em casos específicos, que exigem agendamento prévio para que se realize o atendimento presencial. A Delegacia de Defesa da Mulher, que funciona dentro do equipamento, segue com atendimento presencial 24h.

“Mesmo no período mais angustiante da pandemia nós não paramos de atender às mulheres cearenses, seguimos funcionando 24h, de domingo a domingo, através da Delegacia de Defesa da Mulher. Nenhum dos nossos serviços ficou paralisado, o que não estava funcionando presencialmente funcionou remotamente. Estamos voltando ao atendimento presencial gradativamente e com os cuidados necessários. Sempre atentas às necessidades das mulheres cearenses”, destaca a coordenadora da Casa da Mulher Brasileira, Daciane Barreto.

A secretária-executiva de Políticas para Mulheres da SPS, Denise Aguiar, ressalta que o retorno do atendimento presencial significa muito para o público que precisa da Casa. “Na Casa, nós acolhemos e oferecemos novas perspectivas a mulheres agredidas física, psicológica ou moralmente, dando suporte humanizado e capacitação profissional, com foco no empoderamento feminino”, explica a gestora, ao lembrar que o setor de autonomia econômica, que retornou recentemente com atuação presencial, tem sido um divisor de águas na vida de muitas mulheres, que hoje conseguem ter autonomia financeira com o aprendizado dos cursos disponibilizados pela casa.

Para a titular da SPS, Socorro França, as mulheres cearenses já sabem que podem contar com a Casa como apoio no processo de superação da violência. “Infelizmente, precisamos mudar a rotina de atendimentos para vencermos a pandemia. Agora, com segurança e seguindo os protocolos necessários, estamos fazendo a reabertura. Queremos que as mulheres cearenses que estamos sempre prontas para recebê-las. Estamos juntas superando a violência de gênero”, observa.

O equipamento opera em rede, concentrando em um único lugar os serviços da Delegacia de Defesa da Mulher, Defensoria Pública, Ministério Público e Juizado Especial, além do atendimento psicossocial dos centros de referência estadual e municipal.

Os telefones para informações e denúncias são:

– Administrativo Casa da Mulher Brasileira (85) 3108.2992 / 3108.2931;

Atendimento: Plantão 24h

– Centro de Refere?ncia e Atendimento a? Mulher Francisca Clotilde (85) 3108. 2965;

Atendimento: 8h às 20h

– Centro Estadual de Refere?ncia e Apoio a? Mulher (85) 3108.2966;

Atendimento: 8h às 19h

– Defensoria Pu?blica do Ceara? (85) 3108.2986;

Atendimento:Remoto

– Ministe?rio Pu?blico do Ceara? (85) 3108. 2940 / 3108.2941;

Atendimento:Remoto

– Juizado da Viole?ncia Dome?stica e Familiar Contra a Mulher (85) 3108.2971;

Atendimento:Remoto

– Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza (85) 3108.2950

Atendimento: planta?o 24h, sete dias por semana


Fonte: Governo do Ceará

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001