25 de agosto de 2020 às 13h30m
TRE-CE elenca mudanças para mesários na eleição deste ano

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) está em meio a um processo de preparação para as eleições municipais deste ano, que devem ser atípicas devido às mudanças provocadas pela pandemia do novo coronavírus em todas as esferas da vida pública

Conforme a Justiça Eleitoral, uma série de medidas serão e já estão sendo tomadas para minimizar os riscos de contaminação, principalmente junto aos mesários, apontados como a principal força de trabalho em uma eleição.


O Tribunal especifica que cada mesário terá, individualmente, máscaras de pano e cirúrgicas descartáveis, equipamentos de proteção para o rosto (face shield), álcool em gel para as mãos e desinfetante para o ambiente da seção eleitoral, que será demarcada para garantir o distanciamento social. Além disso, com a finalidade de eliminar o risco de aglomerações, o treinamento dos mesários será feito virtualmente sempre que possível.


De acordo com a coordenadora de Eleições do TRE-CE, Edna Saboia, nesta eleição o órgão precisa de mais de 78 mil mesários, que preferencialmente são voluntários. “Devido a essa pandemia, muitos voluntários têm receio, porém vamos comprir todos os protocolos de higiene. Até o dia 16 de setembro esperamos ter um suporte legal de mesários. Eles terão suas recompensas com dois dias de folgas, Vale Alimentação etc.”, pontua.
Edna Saboia explica que haverá mudanças também no modo de atuação dessas pessoas na eleição deste ano: “Os horários serão os mesmo do ano passado das 8 às 17. Entretanto o procedimento irá mudar, para evitar aglomeração não haverá impressão digital (biometria), o eleitor só vai mostrar o documento e vai para a cabine votar”, explica.


Voluntários
Os mesários, como pontua a Justiça Eleitoral, são colaboradores essenciais no processo eleitoral. Dos mais de 1,7 milhão de mesários que atuaram no Brasil nas Eleições de 2016, 33,5% foram voluntários. Já no pleito de 2018, metade (50%) dos 2 milhões trabalharam voluntariamente.
Para atuar como mesário, o eleitor deve ser maior de 18 anos e estar em situação regular perante a Justiça Eleitoral. Qualquer eleitor pode ser escolhido para ser mesário, exceto: candidatos e seus parentes, até o segundo grau, ainda que por afinidade, inclusive o cônjuge; membros de diretórios de partidos políticos que exerçam função executiva; autoridades, agentes policiais e funcionários no desempenho de funções de confiança do Executivo; e funcionários do serviço eleitoral.


“Tem muitos mesários que querem renovar, existem uns que são do grupo de risco, sendo assim preferimos que eles assinem o nosso termo. Mas garantimos álcool em gel para todos e o cuidado para não haver muita aglomeração. Iremos cumprir todos os protocolos recomendados pelos órgãos responsáveis”, finaliza a coordenadora.


Acessibilidade
Ainda no campo da Justiça Eleitoral, inicia hoje o prazo para o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida apresentar pedido de transferência para votar em uma seção com acessibilidade nas eleições de 2020. Neste ano, a solicitação deverá ser realizada por meio eletrônico, através de e-mail ao 148, até o dia 1º de outubro. Por meio desse requerimento, o eleitor com deficiência é transferido temporariamente para uma seção que possa atender melhor às suas necessidades, permitindo maior comodidade, segurança e facilitando o exercício do voto.


Inicia hoje também o prazo de solicitação de transferência temporária de seção eleitoral, dentro do mesmo município, para outros grupos do eleitorado, como juízes, mesários e policiais. Esses eleitores deverão estar em situação regular no Cadastro Eleitoral para realizar o pedido. Além disso, destaca-se que o período de envio do requerimento segue até o dia 1º de outubro, exceto para os mesários e apoio logístico das eleições que podem requerer até 9 de outubro. Dentre esses grupos há os juízes, servidores e promotores da Justiça Eleitoral designados para trabalhar no dia da eleição, que podem solicitar transferência de voto para outro local de votação do município.


É permitido, também, que os mesários e os convocados para o apoio logístico nas Eleições que atuarão em local diverso de sua seção de origem apresentem pedido de transferência temporária de seção eleitoral, desde que esta esteja localizada na mesma cidade. Os mesários poderão solicitar a transferência temporária para a seção em que atuarão no dia da eleição, já os eleitores convocados como apoio logístico poderão requerer transferência para local de votação mais próximo do seu local de trabalho no dia do pleito.


Fonte: TRE CE

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001