16 de julho de 2020 às 08h30m
Duas rotas internacionais retomam em setembro no Aeroporto de Fortaleza

O POVO fez um guia de voos internacionais no Brasil. A avaliação é que o desafio será grande para o retorno do mercado aéreo

Estagnados em razão da pandemia, as viagens internacionais no Aeroporto de Fortaleza retomam de forma gradual a partir de setembro e outubro, por meio das companhias Air Europa e Air France, respectivamente. Os destinos são as capitais espanhola, Madrid, e a francesa, Paris. As decolagens para o Exterior também ressurgem sutilmente em todo o Brasil.

O POVO simulou um voo partindo no dia da retomada (10 de outubro) com destino a Paris, na categoria Light (uma bagagem de mão e um acessório), o valor ficou em R$ 2.331. Na Standard (com um acessório e uma peça de bagagem de porão), sobe para R$ 2.576. Já a Full Flex, que acrescenta ainda reembolso em caso de cancelamentos, salta para R$ 6.321. A companhia planeja seguir com a operação três vezes por semana - quartas, sextas e domingos, conforme adiantou o Blog Jocélio Leal. O secretário do Turismo do Ceará, Arialdo Pinho, acredita que até lá os voos já estejam liberados. A simulação para Madri não constava disponível.

Pelo segundo mês seguido, o número de passageiros aumentou na Capital. Em junho, 50.170 pessoas passaram pelo terminal, crescimento de 75,7% em relação a maio. Mas, na comparação com igual mês de 2019, a queda é de 90,3%.

O professor do Departamento de Engenharia Aeronáutica da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC-USP), James Rojas Waterhouse, acredita que o mercado aéreo terá um longo processo de recuperação, que despontará com as frequências domésticas. Isso porque há severas barreiras sanitárias e proibição de entrega de estrangeiros em diversos países.

Na outra ponta, o consumidor tem se adequado e adotado as tecnologias para reuniões remotas, por exemplo. Nesse contexto, pode ocorrer queda permanente na busca pelo serviço. Com as empresas endividadas e demanda menor, poderá ocorrer uma pressão de custo, reduzindo ainda mais o número de passageiros.

Outro ponto, o lazer também poderá ser remodelado devido a novos hábitos, aumento do desemprego e finanças pessoais no vermelho. "Esses fatores mostram de forma clara uma drástica redução de demanda tanto para voos domésticos e internacionais até a chegada de uma vacina eficiente", pondera. "Após a vacina, a demanda retornará lentamente, mas longe dos números pré-pandemia. O mercado internacional terá maior impacto".

LISTA DE VOOS

Veja como estão os voos internacionais durante a pandemia e a estimativa de retornos, a depender das medidas e restrições dos países envolvidos

PARTINDO DE FORTALEZA

Air Europa

A estimativa é que os voos partindo de Fortaleza e Recife para Madrid retornem a partir de setembro. Em São Paulo, a operação começou ontem, 15 de julho, e será realizada três vezes por semana.

Air France

A rota Fortaleza-Paris deve ser retomada a partir de 10 de outubro, com uma operação somente aos domingos. A partir do dia 12 até 25, os voos serão ampliados para as quartas e sextas-feiras, além do domingo.

Em todo o País, as frequências para a Europa já começam a partir de 7 de setembro, voando cinco vezes por semana para São Paulo (GRU) e quatro vezes por semana para o Rio de Janeiro (GIG), e evolui para um voo diário em São Paulo (GRU) e cinco vezes por semana para o Rio de Janeiro (GIG).

NO BRASIL

Aerolineas Argentinas

Estimativa é que volte somente em setembro, mas eles têm feito voos especiais de repatriação. Em agosto, devem ocorrer uma vez por semana apenas para argentinos e residentes, podendo ser vendidos pelos agentes de viagens via GDS.

Aeromexico

Retomou o voo São Paulo – Cidade do México no último sábado, 11. Os voos de ida para o México estão programados para 18, 20, 25 e 27 de julho, um voo diurno, decolando às 10h30min e chegando às 18h25min. Os voos de volta serão realizados nos dias 16, 18, 23, 25 e 30.

Alitalia

Operações também estão previstas para retornarem no próximo mês de setembro. Inicialmente, serão três voos semanais saindo do aeroporto de Guarulhos (São Paulo) ligando diretamente o aeroporto de Roma Fiumicino. A companhia tem acordos com companhias aéreas como Azul, Gol e Latam que trazem os passageiros de outros pontos do Brasil para conectar os nossos voos de São Paulo.

Amaszonas

Empresa deve retornar entre o fim de agosto e início de setembro, ainda sem data confirmada.

American Airlines

Começam em 6 de agosto os voos para o Brasil, com rota Miami-São Paulo. Porém, não fará mais o trajeto Los Angeles para São Paulo e de Miami para Brasília. Até o fim do ano, também voltam as ligações para Dallas e Nova York.

British Airways

A partir de 1º de agosto, deve retomar a rota Londres-São Paulo, com operação diária entre as cidades. A companhia aérea estendeu sua programação de voos longos até o finm do mês de agosto, com 17 rotas sendo previstas para serem operadas novamente.

Cabo Verde Airlines

Sem confirmação oficial, a estimativa é que retorne em setembro.

Emirates

Anunciou que retomará voos para São Paulo a partir de 2 de agosto, mas ainda não detalhou a quantidade de frequências do voo São Paulo-Dubai na retomada, nem o equipamento que irá utilizar nessa ligação.

Ethiopian Airways

A companhia africana não deixou de operar, mas reduziu a frequência. No momento está com dois voos por semana, em São Paulo para África.

Flybondi

Não há previsão ainda.

Delta Air Lines

Previsão de retorno para agosto, a partir de Guarulhos (SP). Nos sistemas já constava data de 4 de agosto, com vendas ainda fechadas (abertas a partir da operação de 7 de agosto). O voo de Nova York, ainda sem data, deve retornar em codeshare (voo compartilhado) com a Latam.

Gol

A partir de setembro, a companhia pretende começar com as rotas de São Paulo (GRU) para Assunção (Paraguai), Buenos Aires (Argentina) Lima (Peru), Montevidéu (Uruguai), Santa Cruz de la Sierra (Bolívia) e Santiago (Chile); e do Rio de Janeiro (GIG) para Buenos Aires, Córdoba e Rosário, todos na Argentina.

Iberia

A partir de 3 de setembro. a companhia aérea espanhola retornará, inicialmente com três frequências semanais, ligando São Paulo (GRU) a Madri. O voo decolará do Brasil às 14h30min, chegando em Madri às 5h55min.

Jetsmart

Retorno previsto para outubro, ainda sem data confirmada.

KLM

De 23 de março em diante, a companhia operou dois voos semanais entre São Paulo (GRU) e Amsterdã (AMS). A partir de 18 de maio, a frequência aumentou para seis voos semanais (quatro de São Paulo e dois do Rio de Janeiro). Em 8 de junho, são seis voos para São Paulo e quatro para o Rio de Janeiro. E, desde 13 de julho, opera voos diários entre São Paulo e Amsterdã, mesmo nível de antes da crise, e quatro vezes por semana para o Rio de Janeiro. Este programa deve ser mantido até o fim de agosto. Em Fortaleza, ainda estuda a retomada.

Latam

Em junho, a Latam Brasil retomou operações de São Paulo para cinco destinos internacionais: Frankfurt, Londres, Madri, Miami e Santigo. Já neste mês, oferecerá mais quatro a partir do aeroporto de Guarulhos: Lisboa, Cidade do México, Ilhas Malvinas e Montevidéu. Miami saiu da lista.

Ainda em julho, Cidade do México, Frankfurt, Londres, Madri e Montevidéu contarão com três frequências semanais. Já Lisboa contará com cinco frequências (três na sexta-feira, terça-feira e domingo), Santiago terá voos diários e as Ilhas Malvinas receberão um voo semanal a partir de Guarulhos (quartas-feiras).

Lufthansa

Deverá anunciar volta dos voos regulares de passageiros nesta quinta-feira, 16.

Qatar

Desde o dia 4 de julho, a companhia aumentou sua frequência de voos entre São Paulo e Doha: passando dos atuais três vezes semanais para cinco voos por semana. E, nesta terça-feira, 14, a companhia anunciou que o voo diário chega um mês antes do previsto, em 1 de agosto, com a aeronave A350-1000.

Swiss

A Swiss Airlines retomou sua operação entre Zurique e São Paulo desde o dia 2 de julho.

TAP

A companhia opera ligações entre Lisboa e Rio de Janeiro e São Paulo e espera retomar aos poucos as frequências antes da pandemia. Em Fortaleza, a aérea opera há mais de 20 anos com voo direto para Lisboa, mas na pandemia não está operando.

Turkish Airlines

Os voos entre São Paulo e Istambul retornarão no dia 2 de setembro. O voo TK 194 vai partir do Aeroporto de Guarulhos às 22h35min e pousar às 17h10min na cidade turca. O retorno será no TK 193, que partirá de Istambul às 13h40min e chega em São Paulo às 20h55min. Ida e volta serão operados às segundas, quartas e sábados. Já em outubro, a empresa mais que dobrará a sua oferta, passando de três para sete voos semanais.

United

Planeja voar 40% de seu cronograma geral em agosto, em comparação com igual período de 2019. Entre eles está programada a retomada do serviço entre Nova York/Newark e São Paulo. A empresa operou apenas São Paulo-Houston durante a pandemia, tendo sido a única americana a manter uma operação entre Brasil e Estados Unidos.

Fonte: Latam, Gol, Air France-KLM e com informações do site Panrotas

 

Retorno

As companhias aéreas ponderam que o retorno estimado depende ainda da redução dos indicadores da pandemia e das aberturas dos outros países, podendo sofrer alterações e adequações a qualquer momento.


Fonte: O Povo

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001