08 de julho de 2020 às 07h22m
Copa do Nordeste: Salvador é escolhida como sede e torneio já tem data para reiniciar

Divulgação foi feita pela conta do campeonato no Twitter

A Copa do Nordeste de 2020 será encerrada na Bahia. A conta oficial da competição no Twitter divulgou a escolha do Estado, tendo Salvador como cidade-sede. O torneio será retomado dia 21 de julho e se estenderá até 4 de agosto.

A tabela da competição ainda não foi divulgada pela CBF, portanto não se sabe como será a distribuição de jogos da última rodada da primeira fase e os estádios que serão utilizados. Barradão, Pituaçu e Joia da Princesa (em Feira de Santana) devem estar na lista.

A dúvida maior fica por conta da Fonte Nova, que abriga hospital de campanha. Se a arena de Copa do Mundo não puder ser utilizada, a Arena Cajueiro, estádio do Bahia de Feira, deve receber partidas do Nordestão.

O período do torneio se choca com o do Campeonato Cearense, que hoje só pode ser retomada a partir de 20 de julho, data prevista para o início da quarta fase do plano de retomada econômica do Governo do Estado. O Esportes O POVO perguntou ao presidente da FCF, Mauro Carmélio, sobre o possível choque de datas. "Estamos costurando os retalhos. Prejuízo enorme. Tentamos juntar e somar datas, tínhamos na mão e evaporou. Perdemos a Copa do Nordeste e estamos com problemas no Cearense", disse o dirigente, que ainda não tem uma solução definida.

A entidade solicitou a antecipação da liberação do futebol no Estado ao Governo, como estratégia para trazer a competição para Fortaleza, mas o pedido não foi atendido. "Perdemos, porém não temos culpa. Fizemos tudo e mais algumas coisas", garantiu Carmélio. 

Para o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, a perda do Nordestão para Salvador prejudica mais do que apenas o futebol cearense. "O Estadual fica muito prejudicado, com grande possibilidade de não acontecer, se só puder jogar a partir do dia 20 (de julho) porque Fortaleza e Ceará estarão em Salvador. Isso prejudica o campeonato local e até o Brasileiro, porque se for jogar depois da Copa do Nordeste, vai chocar as datas. Infelizmente o futebol cearense perde muito por não poder ter jogo e eu diria também que o turismo do Estado do Ceará está perdendo, porque havia grande chance da Copa do Nordeste vir para cá e iria movimentar o trade turístico local e infelizmente não foi possível", argumentou.

O presidente do Ceará, Robinson de Castro, concorda que o Estadual ficou complicado. Questionado sobre a possibilidade de levar jogos do Cearense para Salvador, foi lacônico: "vamos tentar fazer o que estiver ao nosso alcance", disse.


Fonte: O Povo

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001