26 de junho de 2020
Rio São Francisco: ministro anuncia R$ 54 milhões para obras do Cinturão das Águas do Ceará

Com verba para a continuidade das intervenções, serão finalizados os trechos 1 e 2, concluindo os 70 km de canais emergenciais

Durante encontro, na tarde desta quinta-feira, 25, com governador Camilo Santana (PT) e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), no Palácio da Abolição, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, anunciou a liberação de R$ 54 milhões para a continuidade das obras do Cinturão da Águas no Ceará (CAC).

A obra é construído pelo Estado, mas com investimentos majoritariamente federais, sendo fundamental para levar a água do São Francisco até a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). O dinheiro faria parte do empenho de mais R$ 54 milhões dos R$ 180 milhões destinados pelo relator, deputado federal Domingos Neto destinou para a obra hídrica no Ceará.

“Temos uma preocupação especial em garantir a segurança hídrica para o Nordeste. Com a chegada das águas do Velho Chico, o governo estadual vai saber aproveitar muito bem, até pela estrutura que já construiu, e não apenas beneficiar a população, mas também permitir o desenvolvimento sustentável deste importante Estado brasileiro”, declarou o ministro.

Em andamento, o primeiro lote da obra está 95% concluído, enquanto a continuidade do segundo está em torno de 96%. Juntamente ao lote 5, já concluído, estes segmentos formam o trecho emergencial. Conforme a Secretaria de Recursos Hídricos (SRH), apenas os acabamentos faltam ser concluídos no trecho emergencial, em torno de 4% a 5% da obra.

Com o retorno das intervenções, serão finalizados os trechos 1 e 2, concluindo os 70km de canais emergenciais. “O Cinturão é uma importante obra de infraestrutura hídrica do nosso stado e vai receber as águas do Rio São Francisco, e permitir trazê-las para a região oeste do Cariri, assim como para o açude Castanhão”, disse o governador Camilo Santana.

No encontro, o Governo do Ceará, Prefeitura e União também assinaram a retomada das obras do Residencial Cidade Jardim, localizado no bairro José Walter, em Fortaleza. No total, 2.592 obras de residências estavam paradas por causa do não cumprimento de prazos de entregas pelas construtoras.

“Com essa nova etapa, devemos gerar milhares de empregos diretos e indiretos na fase de construção e mais cidadania e dignidade para as pessoas quando a obra for totalmente entregue”, comentou o chefe do Executivo estadual. A nova fase de obra irá concluir 2.592 unidades habitacionais referentes aos módulos III, IV e V. Já foram entregues 2.944 unidades, totalizando 5.536 moradias.


Fonte: O Povo

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001