24 de junho de 2020 às 07h24m
Camilo e José Sarto fazem balanços da pandemia no CE

O governador Camilo Santana (PT) e o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará (Alece), deputado José Sarto (PDT), participaram ontem (23) de palestra virtual no evento Seminário de Gestores Públicos – Prefeitos Ceará 2020, que contou com a participação de mais de 100 gestores municipais.

Na ocasião, os chefes dos poderes Executivo e Legislativo do Estado fizeram um apanhado das ações do Governo do Estado e da Assembleia junto aos municípios relativas ao enfrentamento ao novo coronavírus.


O governador destacou a atuação do Comitê de Combate ao coronavírus no Estado, formado por meio de decreto reunindo 29 entidades e órgãos públicos, incluindo a Assembleia, o Tribunal de Justiça e o Ministério Público Estadual. Ele reafirmou também a importância da parceria com todos os 184 prefeitos durante o período de combate à pandemia. “Os prefeitos têm um papel importante em garantir a saúde de seus munícipes, de cuidar das pessoas, e juntos, com muito diálogo e trabalho, vamos atravessar essa situação, e deixar para trás esse momento difícil”, disse Camilo.


Entre as ações, enumerou a ampliação do atendimento na saúde pública, a aquisição de equipamentos, o volume de testagens no Estado e as iniciativas para estabelecer transparência em meio a esses processos.
Camilo destacou que o Ceará é o Estado que mais testa no Brasil, e que o Governo do Ceará tanto está promovendo a maior pesquisa epidemiológica do País – em parceria com a Prefeitura de Fortaleza e o Sistema FIEC -, com 9.900 testes em três fases na Capital cearense, quanto está distribuindo mais 280 mil testes rápidos para diagnóstico de covid-19 na Capital e Interior, e que esse número vai chegar a 470 mil testes no total. Além disso, o Hospital Geral de Fortaleza disponibiliza drive-thru de testagem para covid-19.
Ressaltou ainda e distribuição de 5 milhões de máscaras no Ceará, adquiridas pelo poder público em tecido reutilizável para serem usadas pela população no cotidiano durante a pandemia. Os produtos, conta, são fornecidos por oito empresas do setor têxtil, que aderiram ao edital de chamamento público lançado em abril deste ano.


Legislativo


O presidente da Assembleia, por sua vez, agradeceu a contribuição dos colegas de Parlamento. Ele citou que todos os 46 deputados estaduais do Ceará concordaram em destinar R$ 1 milhão do Programa de Cooperação Federativa ao enfrentamento da doença. Desse modo, a Secretaria Estadual da Saúde contou com reforço total de R$ 46 milhões para aquisição de respiradores, EPIs e insumos para o combate da pandemia. “Quero já agradecer aos deputados e deputadas, que, desde o primeiro momento, estiveram, independentemente de ação partidária, debatendo conosco, procurando ajudar o Estado do Ceará, não é (ajudar) o governo, é ajudar o Estado cearense a mitigar e vencer a pandemia.”


Entre as leis aprovadas no período elencadas pelo presidente na ocasião estão a que estabelece simplificação no processo de aquisição de bens e insumos de saúde – de modo a garantir agilidade nos processos realizados pelo poder público para enfrentar o vírus –, a isenção de tarifas de água e de energia para a população de baixa renda e a concessão de vale-alimentação para alunos da rede pública de ensino.


Ele reforçou que o Legislativo cearense foi o primeiro no País a realizar sessão remota. Ele lembrou que o isolamento social foi decretado no Estado no dia 19 de março e, no dia 20, a casa já estava realizando sessão virtual. “A Assembleia procurou, desde o primeiro momento, se ombrear nessa luta de mitigar e combater o novo coronavírus. Creio que a avaliação média majoritária cearense é que a condução do combate à pandemia tem se dado de uma maneira muito positiva”, pontuou.


Fonte: O Estado

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001