19 de junho de 2020 às 09h34m
Como saber se o veículo precisa de alinhamento ou balanceamento?

Muitas pessoas confundem o alinhamento com o balanceamento das rodas. Saiba que são serviços bem diferentes e próprio veículo pode dá sinais da necessidade ou não.

É comum o mecânico realizar o alinhamento e balanceamento nos pneus quando levamos o carro para a revisão periódica. Mas será todos sabem da importância de cada um dos procedimentos? O alinhamento é o ajuste dos ângulos das rodas para que obedeçam às especificações do fabricante do veículo. Já o balanceamento, possibilita que as rodas girem sem causar vibrações na hora da condução.

Quando realizar o alinhamento?

Um teste rápido pode ser feito para saber se há real necessidade de realizar o alinhamento. Ao alcançar uma velocidade de aproximadamente 20 km/h ou 30 km/h, o condutor deve soltar rapidamente o volante e observar se ele está puxando para um dos lados. Se isso acontecer, significa que é preciso realizar o procedimento.

Se você notar que o veículo está puxando para um dos lados e não realizar o alinhamento, isso pode trazer prejuízo ao bolso.  O alinhamento pode minimizar possíveis desgastes e maximizar o conforto do motorista e passageiros. Além disso, os benefícios são inúmeros, como a redução do desgaste dos pneus, aumento da vida útil e o desempenho dos pneus e melhora na economia de combustível. É possível notar melhora ainda no comportamento e segurança da direção por reduzir os problemas de controle do volante e estabilidade.

Quando realizar o balanceamento?

De uma forma simples direta, o balanceamento deve ser realizado ao primeiro sinal de trepidação ou vibração. Ao alcançar velocidades acima de 50 km/h, o volante começa a vibrar e isso vai aumentando cada vez que o condutor acelerar mais. Este pode ser um sinal que é preciso fazer um balanceamento. 

O serviço fará com que o motorista tenha mais conforto na condução do veículo e na acomodação dos passageiros, além de influenciar diretamente no desempenho dos pneus.

Recomendação

É muito importante fazer as duas manutenções. Elas têm funções diferentes e são fundamentais para a vida útil e segurança dos pneus. A indicação é que, caso não note que o volante está puxando para um dos lados ou que está gerando vibrações, os procedimentos sejam realizados de forma preventiva pelo menos a cada 15 mil km e a cada troca de pneus.



Fonte: CNEWS

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001