09 de junho de 2020 às 14h30m
Águas do São Francisco chegam ao Ceará em junho com avanço das obras no Eixo Norte

Reservatórios Milagres, em Pernambuco, e Jati, no Ceará, agora estão integrados. Região Metropolitana de Fortaleza será atendida a partir do Cinturão das Águas

Trecho do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco foi finalizado nesta semana, integrando os reservatórios Milagres, em Verdejante (PE), e Jati, no Ceará. A finalização permite passagem das águas do São Francisco ao Ceará. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, o Governo Federal já investiu R$ 271,5 milhões só neste ano.

O reservatório Milagres está em processo de enchimento. A partir dele cheio, as águas do Rio São Francisco atravessarão a divisa entre Pernambuco e o Ceará. A previsão é que as águas comecem a encher o reservatório Jati já no próximo mês de junho.

LEIA TAMBÉM | Com injeção de mais R$ 41,1 milhões, obras do Cinturão das Águas devem ser retomadas em junho

"O acesso à água é um direito universal dos cidadãos. Por isso, seguindo a determinação do presidente Jair Bolsonaro, nós temos empreendido esforços para garantir segurança hídrica à população, especialmente no Nordeste, que tanto sofre com a escassez", destaca o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

"A conclusão desta etapa do Projeto São Francisco é mais um avanço para que o povo cearense possa ter a tranquilidade do acesso à água e mais oportunidades para o desenvolvimento", complementa.

Com o trecho prioritário de 53 km do Cinturão das Águas do Ceará (CAC) já apto à passagem das águas do Eixo Norte para a Bacia do Rio Jaguaribe, os testes de entrega dessa água devem começar em agosto. A água vinda do CAC atenderá 4,5 milhões de pessoas na Região Metropolitana de Fortaleza.

Ao todo, o Governo Federal destina R$ 1,7 bilhão para o Cinturão das Águas. Desse total, o Governo do Ceará já recebeu R$ 1,1 bilhão, ainda conforme o Ministério do Desenvolvimento Regional. A conclusão é prevista para dezembro de 2022. 

Segurança hídrica

No Eixo Norte, também já estão concluídas as obras entre os reservatórios Jati e o Caiçara, na Paraíba. O trecho permite que a água vá para a Paraíba e para o Rio Grande do Norte. Além do Projeto São Francisco, governos estaduais do Nordeste executam o Canal do Sertão Alagoano, Vertentes Litorâneas e o Complexo Oiticica, também com investimentos da União.

Levando água do "Velho Chico" à região de maior escassez hídrica em Pernambuco, o Ramal do Agreste está 54,95% concluído. "Com o pagamento de mais R$ 20 milhões feito este mês, o volume de investimentos federais já chega a R$ 131,6 milhões em 2020", diz o Ministério, em nota. "A iniciativa, coordenada pelo MDR, vai beneficiar 2,2 milhões de pessoas com as águas do Projeto São Francisco. Mais de 70 cidades serão atendidas".

 

Fonte: O Povo

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001