01 de junho de 2020 às 17h54m
SEMA abre Semana do Meio Ambiente 2020 com live interativa

Apicultor, Joaquim Saldanha, apresentou projeto Meliponário Parque Escola e mostrou a importante relação das abelhas com a conservação da biodiversidade; para internautas tema foi “excelente”

A experiência do Parque Estadual Botânico com o Meliponário Parque Escola foi o tema da live que abriu a Semana do Meio Ambiente 2020, promovida pela Secretaria do Meio Ambiente (SEMA). O bate papo virtual, ocorrido na manhã desta segunda-feira (1/6), contou com a participação do apicultor, Joaquim Saldanha,  coordenador do projeto Meliponário Parque Escola, e do gestor do Botânico, George Feijão. A bióloga e técnica do Parque, Roberta Miranda, fez a mediação.

 

Feijão abriu a reunião, deu boas vindas aos internautas e destacou o potencial da Unidade de Conservação (UC), Parque Estadual Botânico, para processos de educação ambiental e conservação da natureza, no Estado do Ceará. “É um equipamento com infraestrutura, vasta diversidade de fauna e flora”, disse. “Aberto à visitação pública, a UC fica em Caucaia, tem função educativa e recreativa”, completou. Em seguid,a passou a palavra para Saldanha, coordenador do projeto Meliponário Parque Escola.

 

Para o palestrante, a abelha é um “reflexo”  de qualidade ambiental. “Quando cuidamos das abelhas, estamos salvando o meio ambiente”, afirmou. “O poder da abelha é transformador, quando ela não está presente, o espaço natural é tomado por insetos como o transmissor da Dengue”, destacou. O objetivo do Meliponário Prof. Paulo Nogueira Neto,  é preservar a vegetação nativa do Estado do Ceará, por meio do manejo e conservação de abelhas nativas, a exemplo da jandaíra.

 

A jandaíra vive a milhares de anos na Região do Semiárido e sofre com o desmatamento da Caatinga, pois gostam de polinizar as plantas do bioma. Segundo Saldanha, que também é educador ambiental, o mel de jandaíra tem 30 a 40% de água ou seja, mais líquido, menos doce e mais suave. “Um alimento incrível, com uma carga de elementos e propriedades diferentes das abelhas africanizadas”, explicou. Ele também destacou que a meliponicultura é uma fonte geradora de emprego e renda.

 

Opinião

 

Internautas participaram fazendo perguntas e dando opiniões. Ao que parece, para a maioria, a palavra que melhor se adequou à live, foi "excelente”. Para @CharlesMoreira, a ideia do meliponário, é “excelente”. Ele considera prioridade a “expansão” do projeto para os municípios. “É fundamental para a sustentabilidade do meio ambiente”, postou. Para @LourisleneGOliveira foi uma “excelente oportunidade de mostrar o nosso querido Parque Estadual Botânico e como as abelhas nativas são importantes”.

 

Ao final do encontro virtual, a coordenadora, Doris Santos, da Coordenadoria de Biodiversidade (Cobio/SEMA), disse que a live destacou a proteção dos recursos naturais, do manejo de abelhas nativas independente do bioma e da área disponível e do incentivo às parcerias. “Nossa Secretaria estimula as parcerias e o projeto Meliponário Parque Escola é um exemplo bem sucedido”, encerrou, lembrando que a Semana do Meio Ambiente 2020 continua nesta terça –feira (2/6) com a live "Práticas de Sustentabilidade: Reaproveitamento de Lodo Tratado na Produção de Mudas Nativas”.

 

Programação

 

Confira as datas e horários das próximas  LIVES e do Seminário de Educação Ambiental que poderão ser acompanhados pela Plataforma Webex cisco (para os convidados) e aberto ao público pelo Facebook e Instagram da SEMA. Todas as atividades foram pensadas e organizadas pelas equipes da Coeas e da Cobio, em parceria com as gestões das Unidades de Conservação (UCs) estaduais.

 

Dia: 2 de junho, às 10h.

LIVE: Práticas de Sustentabilidade: Reaproveitamento de Lodo Tratado na Produção de Mudas Nativas e Compostagem Doméstica.

 

 

Dia: 3 de junho, às 9h.

LIVE: Caça e tráfico de animais silvestres em Unidades de Conservação.

 

 

Dia: 4 de junho, às 10h

LIVE : A relação das lagoas interdunares com o turismo.

 

 

Dia: 5 de junho, às 10h

Seminário  “Educação Ambiental na pandemia e pós- pandemia”.

 

 

 

 

 


Fonte: Governo do Ceará

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001