28 de maio de 2020 às 13h58m
Camilo Santana diz que retorno das escolas será última fase de abertura das atividades no Ceará

Escolas são consideradas atividades de grande aglomeração. Sindicato das escolas particulares havia solicitado retorno em 17 de junho

e acordo com o governador Camilo Santana (PT), o retorno da escolas, nas redes privada e pública, deverá fazer parte da última fase de abertura das atividades não essenciais no Ceará. Consideradas de grande aglomeração, o início das aulas presenciais será definido a partir de Decreto Estadual, que será divulgado com análises da equipe estadual de Saúde. 

Documento da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) apresentado na quarta feira, 27, aos associados, prevê que a retomada de atividades com grandes aglomerações está prevista para 20 de julho. Conforme o documento, serviços de alimentação fora do lar, como bares e restaurantes, porém, serão retomados no dia 22 de junho.

O Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Ceará (Sinepe-CE) havia previsto o retorno das aulas para 17 de junho. Conforme presidente do Sinepe, Airton Oliveira, a antecipação para a educação infantil, 1º, 2º e 3º anos do ensino fundamental e 3º ano do ensino médio já foi solicitada ao Governo do Estado. "Como algumas atividades voltam em 1º de junho, os pais precisam voltar a trabalhar e ter com quem deixar as crianças", pondera Airton.


Fonte: O Povo

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001