28 de maio de 2020
Novos respiradores salvam vidas no Sertão Central; Hospital de campanha na fase final

Para ampliar o atendimento na Região de Saúde do Sertão Central, o Governo do Ceará iniciou nesta semana a entrega de 25 novos respiradores para a região.

Os equipamentos, modelo VG70, um dos mais modernos e robustos do mundo, irão auxiliar os profissionais de saúde no enfrentamento do novo coronavírus. Os aparelhos foram destinados para equipar novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

São 15 respiradores para o Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), da rede da Secretaria da Saúde do Estado, do Governo do Ceará. Há também cinco para o município de Quixeramobim, para serem usados no Hospital Regional Dr. Pontes Neto e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). E outros cinco para a cidade de Quixadá, onde serão utilizados em um hospital de campanha que está sendo construído pela gestão municipal. A distribuição dos materiais em todas as regiões do Ceará leva em consideração os dados epidemiológicos dos municípios.

O empresário Paulo Roberto de Oliveira Júnior, de 35 anos, residente em Quixadá, é um dos 56 pacientes com Covid-19 que receberam alta no HRSC. Ele esteve internado por cinco dias na enfermaria Covid do HRSC. “Realmente eu fiquei impressionado com o atendimento do hospital. Eu já morei em Natal, São Bernardo do Campo e Recife, e nunca vi nada igual em nível de estrutura. Um cuidado, organização e limpeza que eu nunca vi”, destaca.

Após cinco dias do início dos sintomas, Paulo conta que o seu corpo começou a ter sinais que o incomodavam muito, principalmente a via respiratória. “Não é uma gripe. É uma sensação muito ruim mesmo. Só quem já teve sabe como é ruim. No meu caso após uns quatro dias, o pulmão começou a ter reações que eram muito desconfortáveis. Para concluir, quero dizer que as pessoas não entrem em pânico, não entrem em desespero, mas sim, tenham medo, um medo sadio, pois essa reação do nosso corpo é muito importante para todos nós nos precavermos dessa doença”, alerta.

O HRSC conta atualmente com 92 leitos exclusivos para atendimento do novo coronavírus, sendo 58 de enfermaria, 30 de UTI, além de 4 de enfermaria obstétrica Covid. O hospital também contará com um hospital de campanha, que disponibilizará mais 40 leitos de enfermaria. O diretor-geral da unidade, Marcelo Theophilo Lima, destaca a importância da chegada dos respiradores. “O recebimento desses respiradores vai proporcionar uma melhor assistência à população do Sertão Central. Hoje nós estávamos com a nossa capacidade já no limite, e com isso podemos abrir novos leitos de UTI, que é a maior necessidade da região”, afirma.


Fonte: Governo do Ceará

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001