19 de maio de 2020 às 07h15m
Camilo e RC se reúnem nesta terça-feira, 19, para avaliar novos decretos de isolamento social

O decreto estadual vence na próxima quarta-feira, 20. Já o municipal, de lockdown em Fortaleza, tem prazo para acabar na sexta-feira, 22

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), se reúnem na manhã desta terça-feira, 19, para "tomar decisões futuras" sobre os decretos de isolamento social devido à pandemia do novo coronavírus no Ceará. O decreto estadual vence nesta próxima quarta-feira, 20. Já o municipal, de lockdown (bloqueio total e medidas mais rígidas de isolamento social), em Fortaleza, tem prazo para acabar na sexta-feira, 22.

"Terei uma reunião com prefeito para que a gente possa avaliar o cenário da Capital, até porque Fortaleza é o grande epicentro da pandemia. Vamos fazer uma avaliação técnica e definir os próximos passos em relação a esse enfrentamento", declarou Camilo em live no Facebook na noite desta segunda-feira, 18.

A maioria dos casos da Covid-19 no Estado se concentra em Fortaleza, com 16.169 confirmações e 1.253 mortes. Segundo a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), o Ceará tem 26.363 casos e 1.748 óbitos pela doença.

Na transmissão, o chefe do Executivo estadual também informou que, na próxima quinta-feira, 21, foi convocado a uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e todos os governadores do Brasil "para discutir o momento da pandemia e as ações de enfrentamento conjunto para que a gente possa alinhar as ações dos estados". A reunião foi confirmada pelo ministro Luís Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo da Presidência da República.

Retomada econômica

Ainda nesta semana, o plano de retomada da economia do Ceará, pós-pandemia, será finalizado, segundo informou o governador Camilo Santana. O POVO antecipou na semana passada que o plano dividirá as atividades econômicas em grupos prioritários e terá um total de quatro fases de implantação.

"Será um plano construído e sempre pautado nas condicionantes da área da saúde. Estou confiante com as ações que temos tomado e em breve vamos iniciar, se Deus quiser, a retomada da economia. Não tomarei nenhuma decisão que não seja pautada na ciência e técnica", afirma o chefe do Executivo estadual.


Fonte: O Povo

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001