22 de abril de 2020 às 06h50m
Camilo Santana orienta secretariado a implementar mais ações sociais

O governador Camilo Santana (PT) se reuniu ontem (21), por videoconferência, com a vice-governadora Izolda Cela (PDT) e os secretários de Estado para avaliar as ações de enfrentamento ao coronavírus, além de projetar novas medidas sociais e econômicas em cada pasta para os próximos dias.

Durante sua fala, o governador enfatizou com os secretários a necessidade de se intensificar as ações sociais de cada pasta para minimizar o impacto da pandemia às pessoas mais vulneráveis, além de traçar estratégias para a retomada da economia do Estado.

 

“Essa tem sido uma das maiores preocupações nossas, a situação das famílias mais vulneráveis do estado. Essa pandemia não está restrita apenas às ações da saúde, ela precisa e deve envolver todos nós do governo. Seja no apoio aos profissionais da saúde, seja através do planejamento de medidas de retomada do crescimento e da economia do Ceará. Enfim, é importante que todos nós possamos fazer esse planejamento, de forma coordenada, para chegarmos a uma estratégia para sairmos dessa crise causada pela pandemia”, afirmou, ressaltando a queda de arrecadação do Estado nesse período.

 

“É muito importante nesse momento a integração e a cooperação de todos os setores do Governo. O Estado não pode parar, e as atividades continuam, principalmente serviços essenciais para atender a população. Seja online, como o Detran e outros órgãos vêm fazendo, sempre criando alternativas de serviços e acesso às informações para a população, ou presencial nos casos essenciais. Com ações criativas conseguimos atender os cearenses da melhor forma possível”, disse, ainda, Camilo.
A necessidade de integração foi sublinhada pelo secretário-chefe da Casa Civil, Élcio Batista: “A gente precisa de um estado cada vez mais veloz e eficiente em todos os sentidos. Temos um aprendizado que essa crise está trazendo, com novos canais de diálogo e novas formas de cooperação, integração e ação”, afirmou.

 

Em outro ponto do encontro virtual, que durou cerca de 2h30min, o secretário da Saúde, Dr. Cabeto, apresentou aos gestores a curva epidemiológica no Ceará. Ele destacou, ainda, as ações do governo do estado de fortalecimento da rede pública de saúde, com ampliação do número de leitos de UTI em diferentes municípios do Estado. Nas últimas três semanas, conforme destacou o secretário, o Ceará colocou em funcionamento cerca de 300 novos leitos de terapia intensiva para receber pacientes infectados com a Covid-19.
Camilo recentemente prolongou mais uma vez a quarentena no Ceará por mais 15 dias, agora com fim previsto para 10 de maio, com o isolamento no Estado valendo desde 20 de março. O Ceará é o terceiro estado com mais casos confirmados de Covi-19 no Brasil.

 


Fonte: O Estado

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001