20 de abril de 2020 às 06h42m
CEDRO - Prefeitura faz desinfecção de locais públicos

Borrifação com material desinfetante começou na última sexta-feira (17), no centro da cidade, e faz parte do conjunto de estratégias para o enfrentamento ao novo coronavírus no município.

O Governo de Cedro, por meio da Secretaria de Saúde, deu início ao trabalho desinfecção em locais onde ocorrem aglomerações de pessoas. Os profissionais de endemias fizeram a aplicação de desinfetante em calçadas, bancos, portas de agências bancárias e corrimões de casa lotérica e supermercados. É mais uma medida de prevenção à contaminação pelo novo coronavírus.

 

O prefeito Dr. Nilson Diniz reforça a ausência de caso de coronavírus no município em função das medidas adotadas. “Estamos empenhados em oferecer as condições necessárias para a não contaminação da nossa gente. Para tanto, contamos com o apoio dos governos Federal e Estadual. O envolvimento das demais secretarias municipais e o apoio da população são fundamentais na contenção do avanço deste vírus”.

 

Ações emergenciais da gestão Dr. Nilson

- Ampliação do horário de funcionamento de três Unidades Básicas de Saúde (UBS);

- Central de atendimento por Whatsapps para secretarias municipais;

- Parceria com o IFCE Campus Cedro para a produção de máscara de proteção em impressora 3D para profissionais que estão à frente da pandemia;

- Barreiras sanitárias com apoio da Guarda Municipal, Demutran e Agentes Comunitárias de Saúde;

- Reorganização do pagamento dos servidores públicos municipais;

- Atualização diária de informações sobre o covid-19 nas redes sociais da Prefeitura.

 

A secretária de Saúde Sayonara Moura explica outros equipamentos, como Terminal Rodoviário, Postos de Saúde, Secretarias Municipais, supermercados, delegacia, recepção de hospitais, praças e postos de combustíveis também receberão o trabalho de infecção. “Estamos atentos, realizando as ações emergenciais para a proteção e bem-estar da gente cedrense”.

 

As borrifações contêm hipoclorito de Sódio, produto regulamentado pela Anvisa. “Estamos escalando profissionais para que possam atender a demanda em todo o município. Estamos orientando os proprietários que desenvolvam mecanismos para manter a higienização dos locais”, ressalta a coordenadora da Vigilância em Saúde, Marília Cortez.


Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001