27 de março de 2020 às 09h25m
Governo do Estado descentraliza ampliação de leitos de UTI

Foi solicitado ao Ministério da Saúde habilitação de novos leitos de terapia intensiva para sete municípios. O Estado registra 238 casos confirmados e 4.129 suspeitos

Em novo passo nas medidas de enfrentamento ao coronavírus (Sars-CoV-2), o Governo do Ceará está intensificando a descentralização de recursos para compra de insumos e ampliação de leitos de atendimentos no Estado. Diversos pacotes foram direcionados ao fortalecimento da estrutura de saúde dos municípios. A Secretaria da Saúde (Sesa) solicitou junto ao Ministério da Saúde (MS) a habilitação para instalação de novos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) em sete municípios. São eles Itapipoca, Icó, Iguatu, Tauá, Crateús, Tianguá, Aracati. A autorização para a ampliação deve sair em até 15 dias.

Segundo o último boletim divulgado pelo Sesa, o Estado registra 238 casos confirmados e três mortes em decorrência da doença. As notificações de suspeita da Covid-19 chegam a 4.129 distribuídos em quase todos os municípios. Sete dos 184 municípios do Ceará apresentam casos confirmados. Fortaleza concentra o maior número, com 224 diagnósticos positivos. Há registro de seis casos em Aquiraz e quatro em Sobral. A lista segue com Fortim, Groaíras, Juazeiro do Norte e Mauriti com uma confirmação, cada.

Conforme o titular da pasta, Dr. Cabeto, R$ 18 milhões (R$ 2 per capita) oriundos do Orçamento da União serão utilizados para custeio de compra de insumos e de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os municípios. Durante transmissão nas redes sociais na tarde de ontem, 26, ele frisou que R$ 45 milhões advindos do Governo Federal também serão direcionados para os municípios.

"Esse recurso vai sair do tesouro nacional direto para o tesouro municipal. O Estado não vai receber nenhum centavo e vai repassar integralmente para colaborar com os municípios", explicou. Dr. Cabeto também anunciou ampliação de leitos nos municípios de Caucaia e Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Conforme o secretário, a partir da semana que vem, o Centro de Eventos terá consultórios com testes rápidos para a Covid-19. As testagens serão prioritárias em profissionais da saúde que atuam na linha de frente contra a doença. Ele informou também a importação de 700 respiradores chineses de alta complexidade e reiterou a compra de 350 mil testes rápidos para diagnóstico da doença, frisando que o Estado tem mantido rotina intensa de testagem.

Também em transmissão nas redes sociais, o governador Camilo Santana anunciou, na noite de ontem, o equivalente a R$ 200 milhões do tesouro estadual na compra de respiradores, materiais de proteção, insumos e custeio de despesas na rede de saúde da Capital e de municípios no Interior. Ele destacou que os recursos se somam a verba de R$ 45 milhões que já havia sido destinada ao enfrentamento da pandemia.

Camilo criticou a falta de alinhamento entre as ações do governo federal e medidas estaduais. "Há uma preocupação entre os governadores, da falta de alinhamento no enfrentamento do coronavírus no País. Quanto a diretrizes de ações conjuntas, isso está faltando no Brasil", declarou.

 

Atestado

A Câmara aprovou ontem um projeto que dispensa o trabalhador infectado por coronavírus de apresentar atestado médico para justificar a falta e garantir o recebimento de salário.


Fonte: O Povo

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001