16 de março de 2020 às 11h06m
Com primeiros casos confirmados, Ceará endurece medidas contra coronavírus

Neste domingo, 15, às 23 horas, a Secretaria da Saúde divulgou que três pacientes testaram positivo pra doença. Por volta do meio-dia, Estado havia cancelado programação de equipamentos culturais

Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) divulgou na noite de ontem, 15, os três primeiros casos de coronavírus (Covid-19) confirmados no Estado.Os três, dois homens e uma mulher, são de Fortaleza e estiveram em recente viagem ao exterior. Dois estão internados em um hospital particular na Capital e outro, em isolamento domiciliar. O quadro clínico deles, segundo a nota oficial, não era grave até o momento do anúncio. As idades não foram divulgadas.

Programações suspensas

?À tarde, a informação de três casos no Estado foi negada por assessores ao O POVO, quando a programação nos equipamentos culturais públicos, como Centro Dragão do Mar e Theatro José de Alencar, foi suspensa. Um show da cantora paulistana Mariana Aydar, com público esperado de mil pessoas, foi desmarcado menos de cinco horas antes da apresentação no Cineteatro São Luiz.

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), no entanto, sustentou que a medida seguia a recomendação do Ministério Público Federal, expedida dois dias antes, na sexta-feira, 13.

Ontem, ocorreram duas reuniões no Palácio da Abolição, sede do Governo. Na ocasião, participaram representantes da Assembleia Legislativa, Ministério Público, secretários municipais e estaduais, além de médicos epidemiologistas.

O Centro de Eventos também suspendeu suas programações por 30 dias.

Discussão sobre aulas

A possibilidade de suspensão das aulas no Estado deve ser discutida nesta segunda-feira, 16, na primeira reunião do Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia de Coronavírus. Para dar maior transparência às medidas tomadas, a expectativa é de coletiva de imprensa todos os dias com o titular da Sesa, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o Dr. Cabeto.

Casos suspeitos

Conforme o último boletim da Sesa, o número de casos suspeitos no Ceará mais que dobrou em 24 horas. Ontem, 87 pacientes aguardavam resultado de exame. De acordo com a pasta, 59 desses registros estão em Fortaleza.

Os municípios de residência dos casos em investigação são:

- Aquiraz

- Caucaia

- Camocim

- Crato

- Eusébio

- Fortaleza

- Itapipoca

- Juazeiro do Norte

- Limoeiro do Norte

- Maracanaú

- Massapê

- Quixadá

- Quixeramobim

- Sobral

- Tamboril

- Tauá.

Dos 87 suspeitos, oito registros de casos são de residentes de outros estados ou países que estão no momento no Ceará.

Dentre os casos suspeitos, 50 tiveram histórico de deslocamento internacional para locais com transmissão da doença e 37 são contatos próximos. Com relação à faixa etária mais prevalente entre os casos suspeitos da doença, destaca-se a de 20 a 49 anos para ambos os sexos.

Dos 86 casos já descartados no Estado foram confirmados contaminação para os vírus respiratórios influenza B, influenza A H1N1, influenza A H3N2, Vírus Sincicial Respiratório (VSR), metapneumovírus, rinovírus/enterovírus humano e coronavírus 229E.

O Ministério da Saúde atualizou o número de pessoas infectadas pelo Covid-19 no Brasil. Neste domingo, 15, 200 casos foram confirmados da doença e são monitorados no País. Ainda outros 1.913 são considerados suspeitos. São Paulo, com 136, lidera entre os estados. Nenhuma morte ocorreu em decorrência do novo coronavírus no Brasil.

Consta nos dados da Órgão Federal, 22 casos suspeitos no Ceará, nenhum confirmado e 59 descartados. O órgão ainda não trabalha com os dados do Estado atualizados. O que pode indicar uma subnotificação dos casos no País. São Paulo e Bahia foram os únicos com ocorrência de transmissão local. A atualização registra pelo menos 14 unidades da federação com indivíduos infectados pelo Covid-19.

O Amazonas é o único a não ter casos suspeitos, de acordo com o Ministério da Saúde. No entanto, há um caso confirmado no Estado.

O novo coronavírus

O Covid-19 é causado pelo coronavírus Sars-Cov-2.

Por que se chama coronavírus?

O nome "corona" se deve à coroa de espinhos que o envolve. Esses espinhos estão envolvidos por uma camada de gordura - retirada das próprias células humanas. Ele entra nessa capa de gordura para invadir outras células. Sem esta fina capa de gordura, o coronavírus morre.

Como é a transmissão do coronavírus?

Os coronavírus são transmitidos por ar e por mucosas. O vírus sobrevive bastante tempo em gotículas de espirro e tosse. Para evitar contaminação por meio das gotículas, recomenda-se ficar a pelo menos um metro e meio de pessoas com tosse ou espirrando.

O vírus também está em gotículas aerossóis. Elas são tão minúsculas e finas que ficam suspensas no ar, e contaminam principalmente pessoas que estão em ambientes fechados com ar condicionado.

Veja as recomendações da OMS para prevenir o novo coronavírus:

Lave as mãos frequentemente

Lave as mãos regularmente com álcool em gel ou com água e sabão. O álcool e o sabão matam vírus que podem estar nas mãos.

Mantenha distância social

Mantenha ao menos um a dois metros de distância entre você e pessoas que estejam tossindo ou espirrando. O vírus do Covid-19 é transmitido por gotículas que estão nos corrimentos nasais e saliva. A distância entre pessoas com sintomas de gripe evita que as gotículas cheguem a você.

Evite ficar tocando os olhos, nariz e boca

As mãos tocam todos os tipos de superfície e podem pegar vírus. Uma vez contaminadas, as mãos podem transferir o vírus para os olhos, nariz e boca. De lá, o vírus pode entrar no organismo e adoecer você.

Cubra a boca e o nariz ao tossir ou espirrar

Quando estiver rodeado de pessoas, cubra a boca com a dobra do cotovelo ao espirrar ou tossir. Também é possível usar lenços, que devem ser descartados prontamente depois do uso - dobre-os com a parte usada para dentro, a fim de evitar que o vírus se espalhe.

Se você tiver febre, tosse e dificuldade em respirar, ligue para o posto de saúde

Se você está se sentindo mal, fique em casa. Caso tenha sintomas como febre, tosse e dificuldade em respirar, ligue para o posto de saúde mais próximo. A partir da ligação, os agentes de saúde indicarão o que você deve fazer: se deve ficar em casa, se encaminharão um profissional, ou se você pode ir a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Quais os sintomas do novo coronavírus?

Os sinais do novo coronavírus se assemelham ao de uma gripe comum:

- Febre

- Tosse seca

- Cansaço

- Dificuldade para respirar em alguns casos

- Pode haver dores no corpo

- Congestão nasal

- Coriza

- Dor de garganta

- Há casos de diarreia

- Pode haver infecção do trato respiratório inferior, como nas pneumonias.

Há pessoas que não desenvolvem nenhum sintoma.

Período médio de incubação: cinco dias, com intervalos que chegam a 12 dias - período em que os primeiros sintomas levam para aparecer desde a infecção.


Fonte: O Povo

Compartilhar
Publicidade
Todos os direitos reservados para avol.com.br - no ar desde 2001